Bruno Senna: "Será um teste para ver quem aprende mais rápido"

Brasileiro destaca realidade desconhecida por todos e acredita que pode estar entre os 10 primeiros na Índia

Senna quer marcar pontos na Índia

Bruno Senna espera que o circuito do GP da Índia se adapte bem, tanto a seu estilo de pilotagem, quanto ao seu Renault, além de destacar que o final de semana mostrará “quem aprende mais rápido.”

“Pelos mapas que vi, parece ser uma pista rápida, em que as curvas fluem, o que combina com meu estilo de pilotagem, então estou animado para correr lá. Será um teste para ver quem aprende mais rápido. Acho que os times que conseguirem extrair o máximo de seus carros no menor tempo vão se beneficiar.”

Depois de um final de semana difícil, com pouco tempo de pista na Coreia, Senna espera voltar ao top 10 na Índia.

“A Índia será uma viagem completa ao desconhecido, já que ninguém nunca correu lá. Ainda não sabemos como o carro vai andar, ainda que, olhando o layout, seja uma pista que deve nos favorecer e podemos esperar estar entre os 10 primeiros.”

Já seu companheiro de equipe, Vitaly Petrov, espera um cenário parecido com as condições difíceis enfrentadas na estreia do GP da Coreia, em 2010.

“Um traçado novo nivela as equipes. É um desafio porque você nunca sabe o que esperar. Às vezes o carro é muito bom logo de cara, às vezes não, então é difícil saber o que vai acontecer até você completar as primeiras voltas.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Índia
Pilotos Bruno Senna , Vitaly Petrov
Tipo de artigo Últimas notícias