Buemi se surpreende com comentários negativos do ex-chefe

Franz Tost, da Toro Rosso, afirmou que nem o suíço, nem Alguersuari, tinham condições de serem promovidos à Red Bull

Buemi fez três temporadas na Toro Rosso

Demitido após três temporadas na Toro Rosso, Sebastien Buemi se diz surpreso com os comentários nada elogiosos de seu ex-time sobre seu desempenho. Tanto o suíço, quanto seu companheiro por dois anos e meio Jaime Alguersuari foram dispensados em favor de Daniel Ricciardo e Jean-Eric Vergne em dezembro do ano passado.

Nenhum dos dois conseguiu uma vaga como piloto titular na F-1: enquanto Buemi tornou-se piloto reserva da Red Bull e vai disputar as 24h de Le Mans pela Toyota, Alguersuari ainda não definiu seu futuro.

“Claro que eu preferiria correr, mas talvez esse novo papel seja a oportunidade da minha vida”, afirmou o piloto ao jornal Blick.

Mesmo continuando na Red Bull, empresa que guiou sua carreira desde as categorias menores, Buemi não gostou nada das recentes declarações de seu ex-chefe, Franz Tost, que deu a entender que o a dupla da Toro Rosso de 2011 não era boa o bastante para, um dia, ser promovida ao time principal.

“Depois que saímos, nem Alguersuari, nem eu dissemos uma palavra sequer sobre a Toro Rosso, sempre fomos leais. Então estou impressionado que o chefe tenha feito tantos comentários negativos.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Sébastien Buemi
Tipo de artigo Últimas notícias