Button cobra motivação na McLaren para lutar por título

"Um time que não tem dois pilotos que pensam positivo e ainda acreditam no título acaba desanimando junto"

Piloto inglês vê bom ritmo de corrida da McLaren como chave na briga com Red Bull

A mesma fome de vitória que Jenson Button demonstrou no último domingo em Montreal reapareceu quando o inglês da McLaren falou sobre a busca por um segundo título mundial numa entrevista para a revista alemã "Auto Motor und Sport".. “Fico frustrado quando não consigo pilotar sempre entre os primeiros e só estarei feliz quando pudermos colocar uma pressão permanente sobre a Red Bull”, disse o vencedor do GP do Canadá que, indiretamente, deu uma cutucada em Lewis Hamilton.

“Um piloto não pode se permitir um desânimo, mas estimular a equipe e lhe fazer perguntas desconfortáveis. Um time que não tem dois pilotos que pensam positivo e ainda acreditam no título acaba desanimando junto. Se não nos concentrarmos 100% neste objetivo, nem adianta tentarmos”, cobrou Button.

E a concentração do inglês passa por uma análise das forças de seu carro em relação ao principal adversário. “Eles usam os gases do escapamento no difusor melhor que a gente. Na classificação, eles fazem isso na volta inteira, mas não na corrida. É quando nós podemos usar um acerto mais agressivo no motor, que talvez nos dê mais potência. Nossa asa traseira, quando aberta, não é tão eficiente quanto a da Red Bull, mas a diferença aparece mais nos treinos, quando se pode usá-la em todas as retas. Na corrida, isso desaparece. E estou convencido que nossa asa trabalha melhor que a deles quando fechada. Da mesma maneira que quebramos a cabeça para entender porque somos mais fracos na classificação, a Red Bull deve se perguntar porque o mesmo acontece com eles nas corridas”.

Conhecido por seu estilo de pilotagem extremamente suave, o sempre tranquilo Button falou que isso é um reflexo de sua personalidade. “Cada um tem seu jeito. Eu sou uma pessoa relaxada e tudo funciona bem para mim dessa forma. O mesmo vale para o estilo de pilotagem. Alain Prost disse uma vez que a maneira de guiar um carro descreve cada pessoa. Isso faz sentido. Alguns pilotam de forma agressiva, outros, como eu, são mais suaves. Mas o resultado pode ser o mesmo”.

Surpreendentemente, Button não credita à sua maneira de preservar os pneus o fato de ter tido um melhor início de temporada que Lewis Hamilton. “Não tem nada a ver com os pneus. Na classificação, Lewis ainda é um pouquinho mais rápido, apesar de que eu melhorei nisso. As corridas são definidas pela estratégia. Eu ainda ainda não encontrei uma linha clara do que é melhor. Em algumas corridas deu certo preservar os pneus, em outras não. Lewis é mais agressivo e usa acertos diferentes do meu. Mesmo assim, houve corridas nas quais os pneus deles duravam mais tempo que os meus”, analisou o inglês.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Jenson Button
Tipo de artigo Últimas notícias