Button faz dança da chuva e Perez vê prova de fogo

McLaren venceu as últimas três provas no Canadá, mas pilotos não esperam revolução mesmo com peças novas no carro

Vencedora de 2010 e 2012 com Lewis Hamilton e 2011 com Jenson Button, a McLaren chega ao GP do Canadá com expectativas mais humildes. Mesmo torcendo para que a chuva lhe dê a chance de outra grande performance, como a do triunfo de dois anos atrás, quando chegou a estar em último, Button não espera uma revolução no rendimento do carro.

“As McLaren geralmente vão bem aqui. Ganhamos as três últimas corridas aqui como equipe e há uma chance do clima interferir aqui – não sabemos se é só na sexta-feira ou se continuará no final de semana. Veremos, mas será difícil ganhar um segundo de uma hora para a outra, mas tomara que melhoremos, pois temos algumas novas peças no carro.”

Perguntado sobre quais as novidades da McLaren, o inglês fez mistério. “É segredo. Primeiro vamos ver se eles funcionam. Tenho certeza que sim.”

Sergio Perez, segundo colocado em Montreal ano passado, acredita que este final de semana será um teste de fogo para a equipe após andar junto de Ferrari e Lotus na última prova.

“Tomara que possamos melhorar o que fizemos ano passado. Tivemos um bom ritmo em Mônaco, mas temos de ver em uma corrida mais real, em um circuito mais normal. Temos de ver se melhoramos de verdade e aqui será uma boa referência.”

O mexicano comemorou o que considera sua segunda prova de casa, ao lado do GP dos Estados Unidos, em Austin. “É o mais perto que chegamos de casa nesta parte da temporada. Voltei para o México antes de chegar e, depois da prova, vou continuar lá. É o final de semana que me motiva muito, com os mexicanos nas arquibancadas. Sempre gosto de chegar a circuitos em que a F-1 é uma paixão de todos.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Canadá
Pilotos Jenson Button , Sergio Perez
Tipo de artigo Últimas notícias