Button faz primeira pole na McLaren com Kobayashi em segundo

O grid terá candidatos ao título saindo de posições intermediárias: Alonso é 5º e as Red Bull largam em 10º e 12º

O GP da Bélgica terá uma primeira fila inédita: Jenson Button fez sua primeira pole na equipe McLaren, e terá a seu lado Kamui Kobayashi, após uma grande apresentação da Sauber – Sergio Perez larga em quinto. Pastor Maldonado foi outra surpresa ao colocar a Williams em terceiro. Porém, o venezuelano recebeu a sétima punição no ano ao ser considerado culpado por atrapalhar Nico Hulkenberg durante a segunda parte da classificação e perdeu três posições no grid.

Com isso, dois candidatos ao título ganharam posições: Raikkonen é terceiro e Alonso, quinto. Outros rivais largarão em posições intermediárias: Hamilton será sétimo e as Red Bull largam em 10º com Vettel e 12º com Webber, também punido com a perda de cinco posições pela troca de câmbio.

Os brasileiros não foram bem. Felipe Massa larga em 14º e Bruno Senna, em 17º.

Q1

Mark Webber, já depois dos treinos de sexta, e Nico Rosberg, após problema na sessão matutina de sábado, entraram na classificação sabendo que perderiam cinco posições no grid pela troca de câmbio.

A primeira parte do treino foi marcada por sequências longas de voltas com os pneus duros. Muitos pilotos tiveram de completar vários giros pois, com a longa extensão do circuito, era difícil completar uma volta inteira sem erros ou sem serem atrapalhados pelo tráfego.

Jenson Button marcou o melhor tempo com os pneus duros, seguido de Fernando Alonso, Kimi Raikkonen, Lewis Hamilton, Sebastian Vettel e Webber. Nos momentos finais, Felipe Massa e Bruno Senna, entre outros, voltaram à pista com os médios para se garantir entre os 17. Com isso, Pastor Maldonado pulou para primeiro.

Nomes fortes ficaram na briga para não ficar no Q1. Romain Grosjean, que também teve de usar os pneus médios, foi atrapalhado pela HRT e só não ficou de fora porque Rosberg, que dera apenas cinco voltas no treino da manhã, ficou em 18º e foi eliminado junto dos pilotos das nanicas. Com sua punição, largará na última fila. Entre as equipes pequenas, o destaque foi Pedro de la Rosa, que ficou entre as duas Marussia.

Q2

Os pilotos saíram com os pneus médios para a segunda parte da classificação. As McLaren passaram a voar, com Jenson Button sendo quase oito décimos mais rápido que Raikkonen, com Hamilton em terceiro. Alonso, Webber, Grosjean, Perez, Kobayashi, Hulkenberg e Vettel completavam o top 10 após as primeiras tentativas.

Isso porque os pilotos que fizeram duas saídas no Q1, como Massa e as Williams, voltaram à pista com o mesmo jogo de pneus médios.

Tranquilos, apenas Button e Raikkonen não foram à pista para uma segunda tentativa, economizando um jogo de pneus médios. Hulkenberg e Vettel foram tirados do top 10 por Di Resta e Maldonado. Assim, o terceiro colocado no mundial largará em 10º devido à punição de Webber. Em uma boa performance da Sauber, Perez conseguiu se colocar em segundo e Kobayashi ficou em sexto.

Mesmo com um jogo de pneus macios novos, Massa não passou da 14ª colocação e Bruno Senna ficou em 17º. Schumacher se classificou em 13º para seu 300º GP, com Vergne à frente de Ricciardo (15º e 16º).

Q3

Com os pneus economizados no Q2, Raikkonen e Button foram à pista para fazer duas tentativas, ao contrário dos demais, que apostaram em apenas uma saída. Hamilton, Grosjean e Maldonado chegaram a ir à pista, mas abortaram suas voltas.

Na segunda tentativa, Kobayashi e Maldonado surpreenderam com a segunda e terceira colocações. Comprovando o grande dia da Sauber, Perez foi o quinto, atrás do rei de Spa, Kimi Raikkonen. O líder do campeonato Fernando Alonso, sofrendo no segundo setor, foi o sexto, à frente de Hamilton, Grosjean e Di Resta. Webber marcou o sétimo tempo, e, com a punição pela troca de câmbio, largará em 12º.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Bélgica
Tipo de artigo Últimas notícias