“Cabeça dura”, Alonso mantém esperanças de título

Ao reconhecer que Ferrari no momento não tem carro para lutar com ponteiros, espanhol aproveita para dar uma cutucada em Felipe Massa

Para Alonso, o quinto lugar no GP da Espanha era o máximo que o carro permitia

Mesmo tendo visto a diferença em relação ao líder do mundial, Sebastian Vettel, subir para 67 pontos após a quinta colocação no GP da Espanha, Fernando Alonso continua acreditando que o título de 2011 é possível.

Contudo, o piloto espanhol não esconde a decepção com o rendimento do carro na prova catalã, quando chegou a liderar, mas acabou uma volta atrás de Vettel. Sem poder competir de igual para igual com Red Bull e McLaren, resta a Alonso lutar por outra supremacia: dentro da Ferrari.

“Nessas horas, você mira no seu companheiro. Larguei na frente dele nas cinco provas e, em corrida, as coisas estão dando certo para mim agora.”
O bicampeão quer esperar os próximos três GPs para avaliar se a Ferrari terá carro para lutar pelo título.

“Ainda há tempo. Bem ou mal, nasci cabeça dura e sigo pensando que ainda dá. Ainda dá tempo se tiver um carro competitivo que permita lutar no mano a mano com os rivais e tirar pontos deles. Acho que o Canadá e Valência darão uma boa ideia de como está o carro e veremos que já estaremos longe demais ou se dá para alcançar.”

O espanhol usa um exemplo recente para comprovar sua teoria.

“Vimos muitas e muitas vezes que tudo pode mudar de uma corrida para a outra, como Hamilton, no ano passado. Era líder do mundial, ia bem, até tocar com Massa em Monza e, na próxima corrida, teve outro toque e zerou em duas provas. Se acontece algo assim e alguém faz 50 pontos, sua vantagem toda desaparece. O campeonato oferece muitas alternativas. Tem que manter a esperança.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Espanha
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias