Carros de 2014 já têm nível de downforce semelhante a 2013

Segundo diretor técnico da Lotus, equipe conseguiram desenvolver aerodinâmica mesmo sem escapamento soprado

Um dos grandes pilares das mudanças do regulamento para esta temporada da Fórmula 1 foi a redução dos níveis de pressão aerodinâmica por meio da proibição da utilização dos gases do escapamento para ganhos de downforce.

[publicidade] Isso foi obtido com sucesso por meio de restrições na colocação dos escapamentos, que não puderam mais ser direcionados de maneira a gerar ganhos aerodinâmicos. A ideia era tornar os carros mais dependentes da aderência mecânica e da potência dos motores do que da aerodinâmica, que tinha se tornado o principal diferencial de performance da categoria nos últimos anos.

Porém, de acordo com o diretor técnico da Lotus, Nick Chester, na metade da temporada, as equipes já conseguiram chegar a níveis de downforce próximos ao do último ano.

“Estamos um pouco abaixo [dos níveis de 2013], mas não muito. Quando começamos a desenvolver o carro para as regras de 2014, estávamos muito abaixo e foi um grande aprendizado para chegar a um patamar com que ficamos felizes”, revelou ao site oficial da Fórmula 1. “Mas nunca é o bastante – você sempre tenta colocar um pouco mais. No final das contas, o carro se mostrou bem sensível [a melhoras]. Se tivéssemos o escapamento soprado, provavelmente seria igual ou até melhor [a 2013].”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias