Carros podem ficar até 4s mais rápidos durante a temporada

Expectativa, segundo Pirelli, é que novos modelos se desenvolvam duas vezes mais que o normal

Uma rápida comparação entre os melhores tempos da segunda sessão de treinos livres na Malásia de 2013 e deste ano comprova que os novos carros são mais lentos: na pista de Sepang, a diferença supera os três segundos. Porém, para o diretor de automobilismo da Pirelli, Paul Hembery, os dias de Fórmula 1 “lenta” estão contados.

“Acredita-se que os carros desta temporada poderão ser duas vezes mais desenvolvidos ao longo do ano do que em campeonatos anteriores”, explicou. “Então talvez eles fiquem até quatro segundos mais rápidos e temos de levar isso em consideração.”

A preocupação de Hembery é, claro, com os pneus, que terão de acompanhar essa evolução, mantendo a meta de ao menos dois pitstops por prova e de reduzir os detritos deixados pela borracha gasta. “Para criar isso, é preciso ter degradação termal, caso contrário teremos menos paradas. Pelos dados, estamos na direção certa. Mas é claro que é tudo novidade para as equipes e também para nós em termos de compreender o impacto verdadeiro dos pneus em cada carro.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias