Caterham garante que está se aproximando do meio do pelotão

Equipe acredita que nunca esteve tão perto de se classificar no Q2 por puro mérito quanto no último GP, no Canadá

Mesmo que seus pilotos, Heikki Kovalainen e Viatly Petrov, não estejam particularmente animados em correr no circuito urbano de Valência, na etapa deste final de semana da F-1, a Caterham espera dar mais um passo para lutar com as equipes que estão imediatamente na sua frente. O time acredita que nunca esteve tão perto em ritmo puro de se classificar entre os 17 melhores aos sábados, e confia nos updates que leva à Espanha para se aproximar ainda mais.

Kovalainen destaca ainda a necessidade de cuidar dos freios, em um circuito travado, quente, e no qual os muros prejudicam a circulação de ar. “Não é minha pista predileta”, admite o finlandês, “mas é outra ótima cidade para se visitar. O asfalto é bem liso e as zebras não são um problema, mas você precisa rapidamente entrar no ritmo para lidar com a série de longas retas e curvas, prestando atenção ao uso de freios e níveis de refrigeração.”

Seu companheiro Petrov conhece bem as ruas de Valência e quer melhorar seu retrospecto no circuito utilizado pela F-1. “Morei lá há alguns anos quando corria na GP2 e tenho boas lembranças, pois foi onde ganhei minha primeira GP2 [no circuito permanente Ricardo Tormo], em 2007. Meus resultados na F-1 não foram tão bons até agora, mas é sempre um grande desafio e estou ansioso.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Europa
Pilotos Heikki Kovalainen , Vitaly Petrov
Tipo de artigo Últimas notícias