Chance de título não atrai público e este pode ser o último GP da Índia

Fora do calendário em 2014, mas provisoriamente marcado para retornar em 2015, evento está com movimento fraco

Vicky Chandhok, último da esquerda pra direita

Fora do calendário em 2014, mas provisoriamente marcado para voltar me 2015, o GP da Índia corre sérios riscos de ver a edição de 2013 ser a última de sua história. Isto na opinião de Vicky Chandhoc, pai do piloto Karun Chandhok e dirigente do automobilismo local.

“Se o GP não voltar em 2015, pode nunca mais voltar", disse Vicky ao jornal The Guardian. “Essa é a minha preocupação. Uma vez que você perde uma corrida, ela pode ir embora para sempre”. Por isso Vicky conclama a população a comparecer em peso ao autódromo neste final de semana, ainda mais com a possibilidade de confirmação do tetracampeonato de Sebastian Vettel.

Mas, por enquanto, a expectativa de público é baixa. Os organizadores estão esperando que apenas metade da capacidade de 100 mil lugares seja preenchida no domingo. O movimento nas bilheterias foi bem fraco na primeira metade dessa semana. “Estamos esperando que as vendas aumentem na medida em que o evento se aproxima. Tudo vai ficar bem”, disse Sameer Gaur, um dos organizadores.

Em 2012, o público presente foi de 65 mil pessoas, contra 95 mil um ano antes.
 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Índia
Tipo de artigo Últimas notícias