Chefe admite que Hulkenberg parou no Q3 por falta de gasolina

Bob Fernley diz se sentir mal por erro cometido com piloto alemão e acredita ter perdido uma posição no grid; Perez é 7º

Nico Hulkenberg voltava para os pits depois de sua primeira tentativa no Q3 quando seu carro parou justamente na saída da curva Parabólica.

Ele não conseguiu chegar até o box sem a ajuda dos mecânicos e acabou perdendo a chance de melhorar seu tempo. O que o comunicado do time disse ter sido “um problema com o sistema de combustível” era na verdade uma falha humana. Nico ficou sem gasolina.

"Foi um erro de cálculo de combustível. Foi isso", explicou Bob Fernley, chefe da equipe.

"Foi um erro humano. Temos muito poucas questões de engenharia assim. Posso assegurar às pessoas que errar assim faz a gente se sentir muito mal.”

"Foi um erro. Estamos em sétimo e nono. Provavelmente seríamos sétimo e oitavo, por isso acabou que não foi ruim. Estou muito feliz com o trabalho que fizemos hoje na classificação”, falou.

Já Perez comemorou o sétimo lugar. “Consegui melhorar meu tempo em todas as sessões a cada volta. No Q3 eu estava um pouco otimista demais e tentei pegar um vácuo de Kimi na reta, mas não funcionou. Isso me custou alguns décimos, contudo não teria sido suficiente para estar na frente dos dois carros da Williams.”

“A corrida vai ser difícil, mas o nosso objetivo é ficar à frente da Williams. O novo carro vem sendo bom nas últimas corridas, então não vejo nenhuma razão para pessimismo."

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Itália
Sub-evento Sábado classificação
Pista Monza
Pilotos Nico Hulkenberg , Sergio Perez
Equipes Force India
Tipo de artigo Últimas notícias