Chefe quer ver Williams batendo as Mercedes em 2015

Claire Williams acredita que time terá missão mais difícil do que nesta temporada para brigar efetivamente pelas vitórias

A chefe de Felipe Massa e Valtteri Bottas, Claire Williams, prevê um 2015 desafiador para a equipe. Depois de pular da nona colocação no mundial de construtores em 2014 para o terceiro lugar nessa temporada, com direito a pole position e nove pódios, a dirigente espera conseguir brigar com a Mercedes por vitórias no próximo ano.

[publicidade] “O próximo passo que vai ser a parte mais difícil do trabalho”, reconheceu. “Ano que vem temos de diminuir a diferença para a Mercedes. Vencer corridas, brigar com eles. É isso que queremos fazer. E não por uma questão de sorte, e sim porque temos uma vantagem competitiva.”

O melhor fluxo de caixa promete ajudar a equipe nesse passo final – o orçamento do time é de cerca de metade do que equipes como Ferrari e Red Bull gastam anualmente – mas não apenas devido ao dinheiro obtido com a terceira colocação no mundial de construtores. Segundo Claire, novos patrocinadores abordaram o time após o sucesso desta temporada.

“As coisas estão melhorando. As pessoas querem fazer parte disso. Temos tido conversas muito positivas. O sucesso atrai mais sucesso, não é?”

A dirigente destacou que as novas marcas eram mais voltadas ao público jovem, demonstrando que, mais do que um retorno aos dias de glória, a Williams busca construir uma nova história. “Não é apenas uma equipe que teve muito sucesso nos anos 90, mas um time com um futuro. Não que eu não ame a velha Williams, mas ficamos travados por muitos anos, sem saber direito onde a marca se posicionava, sem saber para onde estávamos indo.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias