Chuva pode ser elemento surpresa em Cingapura, diz Hembery

Exigências de circuito urbano asiático podem dobrar com chuva que pode cair ao fim do dia, por conta do calor da região

Largada de Cingapura em 2010

Para Paul Hembery, a chuva pode ser um elemento surpresa na corrida de Cingapura, marcada para este domingo nas ruas de Marina Bay.

Além de destacar a necessidade de bastante aderência, por conta da alta tração exigida, o diretor esportivo da Pirelli ressalta o fato de o calor de Cingapura sempre trazer chuva para o fim do dia, quando serão realizados os treinos livres.
 
"É uma corrida mais lenta, onde é preciso muita tração e grip. Contudo, a grande surpresa que pode vir em Cingapura é a chuva. Normalmente, faz muito calor de dia e o céu despenca lá pelas 18h", comenta.
 
"Se tivermos chuva à noite, a luz pode fazer as coisas serem espetaculares. Não sei o que os pilotos pensam do reflexo da luz no circuito, mas pode ser um elemento surpresa", completa.
 
(Colaborou Felipe Motta)

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias