Chuva vira protagonista nos treinos para testes na Áustria

Com a primeira parte praticamente não aproveitada, FIA estende segunda sessão até quase ao anoitecer em Spielberg. Pascal Wehrlein, da Mercedes, conseguiu o melhor tempo.

Nove entre as dez equipes decidiram testar hoje em Spielberg. Somente a Manor resolveu não participar. Foram eles: Mercedes com Pascal Wehrlein, Red Bull com Pierre Gasly, Williams com Susie Wolff, Ferrari com Antonio Fuoco, McLaren com Stoffel Vandoorne, Force India com Esteban Ocon, Lotus com Romain Grosjean, Toro Rosso com Max Verstappen e a Sauber com Raffaele Marciello.

Fernando Alonso vai participar dos testes de amanhã. Quem deveria comparecer hoje ao circuito era o vencedor da prova de domingo, Nico Rosberg, que de última hora resolveu trocar de dia com o piloto reserva, Pacal Wehrlein.

A primeira sessão de hoje começou com forte chuva. Os que se aventuraram primeiro foram Antonio Fuoco, da Ferrari, que faz a estreia ao volante de um Fórmula 1, e Stoffel Vandoorne, pela McLaren. Ambos deram uma volta apenas e voltaram aos boxes, antes da interrupção provocada pela forte chuva. Enquanto isso, Fuoco comentou sua volta de estreia: " Fiz uma volta de instalação, só para quebrar o gelo. Tive que voltar imediatamente, a pedido da equipe porque está chovendo muito. Espero dar mais voltas à tarde". Dessa forma, a primeira parte do treino foi mantida em bandeira vermelha até a parada para almoço.

Com meia hora da segunda sessão de treinos e com pista úmida, Grosjean era o mais rápido até então, seguido de Vandoorne, Gasly e Fuoco. Conforme as condições climáticas foram melhorando, os tempos seguiam na mesma direção. Max Verstappen, Esteban Ocon, Pascal Wehrlein e Susie Wolf também começam a testar.

Por conta do tempo perdido por causa da chuva matinal, foi decido que o horário dos treinos se estenderia até às 20h, horário local. Faltando menos de três horas para o fim, volta a chover fraco em Spielberg e nova calmaria chega ao circuito. Max Verstappen fazia o melhor tempo, com 1:11.946, depois de dar 38 voltas na pista e se aproximando dos tempos auferidos em prova.

Meia hora depois a chuva para novamente e até raios de Sol são vistos no circuito. Uma hora depois, nova bandeira vermelha é dada, com aviso de acidente, com a participação do italiano que testa pela Ferrari, sem maior gravidade. Faltando 90 minutos para o fim, a Mercedes de Wehrlein fazendo o melhor tempo, com 1:11.005s, com a chuva dando as caras novamente em seguida.

Ao final do dia, com pista molhada e o Sol se pondo, o mais rápido foi mesmo o piloto da Mercedes. Quem esteve por mais tempo testando foi Max Verstappen, com 97 voltas.

Novas sessões estão marcadas para amanhã, a partir das 4h, horário de Brasília.

Confira os melhores tempos e quanto cada um testou por hoje:

Piloto Piloto Equipe Melhor Tempo Diferença / N° de voltas
1  P. Wehrlein Mercedes  1:11.005   67
2  E. Ocon Force India 1:11.192 +0.187 73
3  M. Verstappen Toro Rosso 1:11.328 +0.323 97
4  A. Fuoco Ferrari 1:11.331 +0.326 71
5  R. Grosjean Lotus 1:11.509 +0.504 45
6  P. Gasly Red Bull  1:11.757 +0.752 78
7  R. Marciello Sauber 1:11.826 +0.821 53
8  S. Vandoorne McLaren 1:12.530 +1.525 76
9  S. Wolff Williams 1:13.248 +2.243 37

 

 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento Teste de junho no Red Bull Ring
Sub-evento Dia 1
Pista Red Bull Ring
Pilotos Susie Wolff , Romain Grosjean , Max Verstappen , Raffaele Marciello , Pascal Wehrlein , Stoffel Vandoorne , Esteban Ocon , Pierre Gasly , Antonio Fuoco
Tipo de artigo Relato de testes