Claire Williams declara apoio à volta da Marussia: “Queremos ajudar as equipes menores”

Diretora da equipe de Massa destaca a importância do controle de custos na F1: “Fundamental para a sustentabilidade do esporte”

A Marussia, agora sob o nome o nome de Manor, briga para voltar ao grid da Fórmula 1 utilizando o seu carro de 2014. A proposta tem causado polêmica nos bastidores. Durante uma reunião do Grupo de Estratégia da categoria, dirigentes da Force India criticaram a proposta da Marussia, o que tornou o clima pesado entre as duas equipes. Mas há quem veja com bons olhos o retorno da pequena escuderia. Claire Williams é um exemplo.
 
[publicidade]"Temos sido muito claros sobre a nossa posição sobre a Marussia: queremos um line-up completo e vamos fazer de tudo para apoiá-los nessa volta. Queremos ajudar as equipes menores", disse a diretora-adjunta da Williams.
 
Após um período de vacas magras na década passada, a Williams se recuperou nos últimos anos e vive situação financeira mais confortável. Claire Williams, no entanto, não abre mão de sua filosofia pés no chão. Ela insiste que não é fácil dar conta do alto custo para competir na Fórmula 1.
 
"É um trabalho duro. Nós somos o que eu chamo de equipe média, não uma equipe pequena. Vamos competir com base no orçamento de patrocínio que nós podemos gerar, além do prêmio que recebemos", contou.
 
A saída, segundo Claire, é promover um controle de custos na categoria. A iniciativa é "fundamental para a sustentabilidade do esporte".  

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias