Com apenas oito edições, GP da China já teve grandes corridas

Os seis campeões do grid atual já venceram em Xangai; Schumacher, no caso, teve sua última vitória na pista, em 2006

Webber, em 2006, acelera para pontuar com a Williams

Xangai, no domingo, vai sediar pela nona vez uma etapa do mundial de F1. A pista tem uma relação bastante particular com Lewis Hamilton. O inglês viveu seu maior fracasso, em 2007, quando ficou parado na caixa de brita na entrada dos boxes. Naquele momento, a vantagem de 17 pontos para Kimi Raikkonen começou a despencar. No entanto, Hamilton é o único piloto a ter vencido em Xangai mais de uma vez. Em 2008, de forma incontestável, de ponta a ponta. Em 2011, triunfou com estratégia ousada após largar em terceiro.

O recorde do circuito ainda é da primeira prova realizada em Xangai: Michael Schumacher de Ferrari em 2004 (1:32.238). A prova desse ano terá 56 voltas e o circuito tem 5.451m, o que leva os pilotos ao fim da corrida terem cumprido 305.066 Km de distância. A maior velocidade da pista é atingida na reta oposta, onde os carros chegam a cerca de 326 Km/h. É também na reta oposta a zona de ativação do DRS.

As curiosidades e estatísticas do GP da China não ficam por aí. O circuito, como a “regra” manda, foi desenhado pelo alemão Hermann Tilke, usando como inspiração o símbolo chinês “Shang”, que também dá nome à cidade. Quatro dos oito GPs na China disputados até agora tiveram chuva. Foram eles: 2006, 2007, 2009 e 2010. A mudança da prova de Setembro/Outubro para Abril a partir de 2009 fez com que as ameaças de chuva fossem mais constantes (chuva que é inclusive a previsão para este domingo).

Foi na China também que Michael Schumacher ganhou a última de 91 vitórias na carreira, em 2006. Em um fim de semana que os pneus Bridgestone nas condições chuvosas deixavam a desejar, o alemão se aproveitou dos erros da Renault –  primeiro na troca dos pneus intermediários de Alonso, depois de Fisichella na saída do pit –  para se consagrar e empatar o campeonato de 2006 para as duas últimas provas.

Algo que foi ótimo para se redimir de duas apresentações desastrosas em 2004 e 2005 na pista chinesa. Na primeira, o alemão largou de último depois de rodar no treino e teve uma prova cheia de azares finalizando em 12º, mas, ainda assim, cravou a volta mais rápida no fim da prova. Porém, todos os azares de Schumacher em 2004 nada se comparam ao que o alemão sofreu em 2005, quando bateu sua Ferrari na Minardi Christjan Albers a caminho do grid. Schumacher teve que largar dos boxes, e na corrida abandonou após rodar durante um Safety Car.

Sebastian Vettel venceu sua segunda corrida na carreira e primeira na história da Red Bull na China em 2009. Mark Webber completou a dobradinha, que teve na cerimônia do pódio um erro. Para o time austríaco foi tocado o hino britânico, por sua sede ser na Inglaterra (Milton Keynes). Após aquele dia, só se tocou o hino austríaco no pódio para a Red Bull.

Falando ainda de Red Bull, a corrida de recuperação de Mark Webber em 2011 lhe rendeu o título de ser o único piloto até hoje que foi ao pódio em Xangai sem ter largado das primeiras três filas.

Entre os sete vencedores, Rubens Barrichello (2004) é o único brasileiro (vitória que foi sua última pela Ferrari), Button o único a vencer a bordo do carro número 1 e Ferrari, Renault, McLaren e Red Bull as únicas equipes que venceram. Curiosamente, os seis campeões do grid atual já terminaram na primeira posição. O único não campeão a vencer na China é justamente Barrichello.

Confira a lista de vencedores:

2004 – Rubens Barrichello – Ferrari
2005 – Fernando Alonso – Renault
2006 – Michael Schumacher – Ferrari
2007 – Kimi Raikkonen – Ferrari
2008 – Lewis Hamilton – McLaren
2009 – Sebastian Vettel – Red Bull
2010 – Jenson Button – McLaren
2011 – Lewis Hamilton – McLaren

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da China
Tipo de artigo Últimas notícias