Com chuva, Hamilton é pole e Ricciardo levanta a arquibancada

Piloto da casa viu Vettel ficar no Q2 e foi a grande surpresa do treino, desbancando Rosberg; Massa é 9º

Com direito a chuva e final emocionante, Lewis Hamilton cravou a pole do GP da Austrália e começa a temporada 2014 largando na frente. A grande surpresa do treino foi Daniel Ricciardo, piloto da casa, que levantou a arquibancada marcando o segundo tempo logo em sua estreia pela Red Bull – e a alegria dos aussies foi ainda maior pela eliminação de Sebastian Vettel ainda na segunda fase da classificação. Nico Rosberg foi o terceiro no grid, e Felipe Massa não foi bem na chuva e larga em nono.

O treino teve ainda dois novatos como destaques: o dinamarquês Kevin Magnussen foi o quarto colocado, com a McLaren, e viu o companheiro Jenson Button eliminado no Q2. E o russo Daniil Kvyat começou sua carreira com um top 8 com a Toro Rosso. Na Ferrari, Fernando Alonso foi o quinto, enquanto Kimi Raikkonen bateu e larga em 11º.

Q1

Com a ameaça de chuva, os carros logo foram à pista. Fernando Alonso chegou a sair com pneus médios, mas logo foi chamado aos boxes para colocar os macios, como todos os pilotos a não ser a dupla da Mercedes.

O espanhol ainda teve tempo de fazer o quarto tempo segundos antes da água começar a cair mais decididamente. Nesse momento, os dois pilotos da Lotus eram os últimos colocados e Pastor Maldonado chegou a rodar. Juntos deles, ficaram pelo caminho três pilotos das nanicas, com Max Chilton à frente de Jules Bianchi na briga interna da Marussia, Esteban Gutierrez, da Sauber, e Marcus Ericsson, da Caterham. Lembrando que o mexicano perde cinco posições no grid por ter trocado o câmbio, punição que agora é cumulativa: perderá duas posições na Austrália e pagará as três restantes na Malásia.

Se a chuva acabou atrapalhando a Lotus, permitiu que Kamui Kobayashi levasse a Caterham para o Q2. Na frente, Daniel Ricciardo fez o melhor tempo, seguido por Kevin Magnussen, Felipe Massa, Fernando Alonso e Jenson Button.

Q2

Com a pista molhada, mas a água parando de cair, os pilotos se dividiram entre o pneu intermediário e o de chuva. Como a condição de pista foi melhorando, os pilotos se mantiveram na pista, dando uma sequência longa de voltas. Com isso, os donos da ponta foram se alternando entre as Mercedes, Williams, Alonso, Button e Ricciardo, que seguiu andando forte, assim como na primeira sessão.

Com 30 segundos para o final, em sua última volta rápida, Kimi Raikkonen bateu sua Ferrari, atrapalhando quem vinha melhorando o tempo. O finlandês ficou em 12º, sendo um dos eliminados do Q2, que também contou com uma ‘vingança’ de público australiano, vibrando com a 12º posição de Sebastian Vettel. Felipe Massa conseguiu se safar, com o nono tempo, enquanto Jenson Button também acabou de fora do Q3. Sutil, Kobayashi e Perez foram os outros que ficaram pelo caminho.

Na ponta, Rosberg fez o melhor tempo, com Ricciardo em segundo e Alonso em terceiro.

Q3

Apenas Mercedes, Williams e a surpresa, Toro Rosso, conseguiram colocar ambos os pilotos no Q3. No intervalo entre as duas últimas sessões, choveu ainda mais, o que levou os pilotos a optar pelo pneu de chuva – apenas Alonso colocou intermediários. A aposta acabou não dando certo e o espanhol ficou entre os mais lentos.

Os pilotos deram duas a três voltas rápidas antes de ir aos boxes colocar pneus intermediários. Nesse momento, Hamilton era o primeiro, com Rosberg em segundo, seguido de Rosberg, Hulkenberg, Verge, Kvyatt, Magnussen, Bottas, Alonso e Massa. O espanhol da Ferrari optou pelos pneus de chuva para sua última tentativa, assim como a dupla da Mercedes.

Rosberg vinha bem mais rápido quando errou e passou reto na chicane, mas conseguiu se recuperar na segunda tentativa para marcar o melhor tempo. Ricciardo, com pneus intermediários, levantou a arquibancada cruzando em primeiro segundos depois, mas a alegria durou pouco: Lewis Hamilton foi três décimos mais rápido e fez a pole já depois da bandeirada.

Magnussen fez uma excelente estreia em um treino complicado, em quarto lugar, com Alonso em quinto, seguido por Vergne, Hulkenberg, Kvyat – que tocou o muro na última tentativa – Massa e Bottas, que perde cinco posições no grid pela troca do câmbio, promovendo Button a décimo, Raikkonen a 11º, Vettel a 12º, Sutil a 13º e Kobayashi a 14º.

O GP da Austrália tem largada às 3h da madrugada deste domingo.

Confira o grid:

1. Lewis Hamilton (Mercedes-Mercedes) 1m 44.231s
2. Daniel Ricciardo (Red Bull-Renault) 1m 44.548s
3. Nico Rosberg (Mercedes-Mercedes) 1m 44.595s
4. Kevin Magnussen (McLaren-Mercedes) 1m 45.745s
5. Fernando Alonso (Ferrari-Ferrari) 1m 45.819s
6. Jean-Eric Vergne (Toro Rosso-Ferrari) 1m 45.864s
7. Nico Hulkenberg (Force India-Mercedes) 1m 46.030s
8. Daniil Kvyat (Toro Rosso-Ferrari) 1m 47.368s
9. Felipe Massa (Williams-Mercedes) 1m 48.079s
10. Valtteri Bottas (Williams-Mercedes) 1m 48.147s*

Q2
11. Jenson Button (McLaren-Mercedes) 1m 44.437s
12. Kimi Raikkonen (Ferrari-Ferrari) 1m 44.494s
13. Sebastian Vettel (Red Bull-Renault) 1m 44.668s
14. Adrian Sutil (Sauber-Ferrari) 1m 45.655s
15. Kamui Kobayashi (Caterham-Renault) 1m 45.867s
16. Sergio Perez (Force India-Mercedes) 1m 47.293s

Q1
17. Max Chilton (Marussia-Ferrari) 1m 34.293s
18. Jules Bianchi (Marussia-Ferrari) 1m 34.794s
19. Esteban Gutierrez (Sauber-Ferrari) 1m 35.117s*
20. Marcus Ericsson (Caterham-Renault) 1m 35.157s
21. Romain Grosjean (Lotus-Renault) 1m 36.993s
22. Pastor Maldonado (Lotus-Renault) sem tempo

*Perdem cinco posições

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias