Com expectativa de ultrapassagens raras, pilotos lamentam punições

Três pilotos perderam cinco posições no grid por quebras de câmbios neste final de semana na Rússia

Quatro pilotos no grid vão pagar punições e perder posições no grid de largada do GP da Rússia. Porém, mesmo com a preocupação com os elementos da unidade de potência, pois a maioria dos pilotos está no limite das cinco peças permitidas por ano, as quebras foram no câmbio.

[publicidade] Assim, Kevin Magnussen, da McLaren, Nico Hulkenberg, da Force India e Max Chilton, da Marussia, foram punidos. O dinamarquês se classificou em sexto, mas larga apenas em 11º. O alemão vai sair em 17º e o inglês será o penúltimo. O regulamento prevê que o piloto use a mesma caixa de câmbio por seis provas.

Hulkenberg se mostrou decepcionado em ter de cumprir a pena aqui, pois espera que seja difícil abrir espaço no meio do pelotão. “Acho que será difícil ultrapassar, as únicas possibilidades reais serão das duas retas. Tomara que eu consiga uma largada limpa e use nosso ritmo de corrida para pontuarmos, mas não há muito o que se possa fazer com a estratégia porque a degradação de pneus é muito baixa. Esperamos que essa corrida seja muito dura em termos de combustível, então talvez isso abra oportunidades.”

Pastor Maldonado, por sua vez, tinha uma punição por troca de elemento do motor no Japão. Porém, na ocasião, só pagou cinco das 10 posições previstas, e o remanescente ficou para esta prova. Assim, o venezuelano será último.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias