Com garantias de que será pago, Raikkonen deve correr etapas finais

Finlandês reclamou publicamente por não ter recebido "nenhum euro" da Lotus para correr nesta temporada

O finlandês Kimi Raikkonen deve disputar as duas últimas etapas da temporada de 2013 após o negócio da equipe Lotus com investidores árabes ter sido finalmente concluído. O piloto reclamou publicamente durante o último GP, em Abu Dhabi, que não recebeu “nenhum euro” durante o ano e deixou em aberto sua participação nos GPs dos Estados Unidos e do Brasil. Acredita-se que o salário do campeão de 2007 gire em torno dos 17 milhões de euros, o equivalente a mais de 50 milhões de reais.

De acordo com o jornal The Times, o dinheiro para pagar Kimi foi liberado pela Quantum Motorsports Ltd após longa negociação. A Lotus anunciara ainda em junho que o consórcio árabe compraria 35% das ações do time, mas ainda não havia recebido o dinheiro pelo acordo.

O motivo para a demora seria o fato da Quantum ser uma companhia nova e ter de passar por inúmeras checagens bancárias para poder liberar o dinheiro.

O empresário de Raikkonen, Steve Robertson, havia indicado no último final de semana que, caso equipe e piloto chegassem a um acordo financeiro, Kimi correria as etapas finais do campeonato.

Em Abu Dhabi, o finlandês teve um final de semana para esquecer, com uma punição que o levou ao fundo do grid e uma batida logo na primeira curva. Mesmo assim, manteve a terceira colocação no campeonato de pilotos.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Kimi Raikkonen
Tipo de artigo Últimas notícias