Com mudança nas regras, Mercedes vai no escuro para Silverstone

Equipe não sabe como alterações vão interferir no carro, mas Rosberg está animado para as curvas de alta do circuito

A Mercedes confia em seu sistema de asa traseira móvel

A Mercedes vai no escuro para o GP da Grã-Bretanha na semana que vem. Isso porque a equipe de Michael Schumacher e Nico Rosberg não sabe como as alterações no regulamento a respeito dos gases liberados pelo escapamento vão influenciar o desempenho do carro.

“Com as mudanças, é difícil julgar se a pista vai beneficiar nosso carro. Estamos no processo de desenvolver mais upgrades e soluções que tenho certeza de que vão nos ajudar a dar um passo adiante novamente. Tenho certeza de que chegaremos lá”, afirma um confiante Schumacher.

Um dos motivos para estar positivo do alemão é o fato da asa traseira móvel poder ser utilizada por 3.35 dos 5.981 km da pista de Silverstone, ou cerca de 57% da volta de classificação. E não é segredo que a Mercedes tem um dos mais eficazes – se não o melhor – sistema de DRS.

Além disso, a alemã Mercedes considera o GP da Grã-Bretanha uma de suas corridas em casa, uma vez que os carros são preparados na fábrica de Brackley e os motores, em Brixworth, ambas cidades próximas a Silverstone. Para os pilotos, mais um motivo para se animarem para a corrida, além, como destacou Nico Rosberg, do traçado em alta velocidade.

 “Silverstone é uma pista muito legal. Estou ansioso para pilotar nas curvas rápidas, especialmente a sequência Copse- Becketts-Stowe. Terminei em terceiro ano passado e espero ter outro bom resultado. Tomara que consigamos diminuir um pouco a distância para as equipes que estão no topo”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Grã-Bretanha
Pista Silverstone
Pilotos Michael Schumacher , Nico Rosberg
Tipo de artigo Últimas notícias