Com pneus novos, Barrichello mira os pontos na Hungria

Mesmo largando em 15º, brasileiro está confiante de que estratégia da Williams vai funcionar e acredita em prova movimentada

Kers de Barrichello teve problemas na saída dos pits

Apostando em economizar pneus para o que promete ser uma corrida com várias visitas aos boxes amanhã, Rubens Barrichello acredita que é possível marcar pontos, mesmo largando em 15º no GP da Hungria.

“O carro não tem melhorado da forma como a gente espera, mas não dá para falar apenas das coisas ruins. Fizemos uma estratégia de economizar pneus na classificação, então daria para pensar em ir mais adiante sem isso. Guardei dois pneus supermacios, o que pode trazer algo positivo.”

Perguntado pelo TotalRace como seria a estratégia da Williams para usar os dois jogos de supermacios guardados, Barrichello afirmou que depende do que os rivais fizerem.

“Não sabemos. Teve muita gente que fez a mesma opção, então vamos ver. Larguei em 14º na última corrida e agora estou em 15º. Não mudou muito, mas tenho pneus novos nas mãos. Acho que nossa chance ainda é bem grande. É muito positivo o fato de ter feito tempos competitivos com pneu macio. Com os supermacios, ainda não rodamos do jeito que queríamos, mas vamos para cima. Acho que dá para chegar entre os dez primeiros. Ainda vejo um final de semana cheio de coisas acontecendo e marcar uns pontinhos seria ótimo.”

A posição de largada do brasileiro poderia ser melhor, não fosse um problema com o Kers em sua última tentativa.

“Não sabemos ainda como aconteceu, mas o botão do Kers ficou apertado nos pits e, na volta de instalação, antes da volta rápida, o Kers foi usado. Quando comecei, estava sem ele. E lógico que, quando passa a linha de chegada, ele recarrega, mas deixei dois décimos na reta, porque não pude sair lançado da última curva. Foi uma grande pena e temos de investigar o que aconteceu.”

Já seu companheiro de equipe, Pastor Maldonado, adotou uma tática ainda mais radical: só usou um jogo de pneus – macios – durante a classificação, não marcou tempo na segunda parte da classificação e larga em 17º com os três jogos de super macios novos.


“Foi um pouco de estratégia. Sacrificamos o Q2 para economizar um pouco de pneu para amanhã. Teremos só pneus novos e será importante ver como se vai desenvolver a corrida, mas teremos mais opções para a equipe para que possamos jogar um pouco com a estratégia.”

Maldonado, que tem ido bem nas classificações, mas não consegue manter o ritmo nas corridas, disse que é a primeira vez que a Williams adota a tática.

“Tudo dependerá da degradação no primeiro stint. Nunca tínhamos tentado largar com os pneus novos, então nesta corrida decidimos sacrificar a classificação.”  

O venezuelano revelou que já muita vantagem em ter um pneu novo.

 “A diferença é muito grande, sobretudo com o super macio, que já perde seis décimos depois da primeira volta. Então vamos ver o que podemos fazer amanhã. Vamos mudar um pouco a estratégia de corrida e fazer todo o possível para terminar à frente.”


(colaborou Luis Fernando Ramos, de Hungaroring)

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Pilotos Rubens Barrichello
Tipo de artigo Últimas notícias