Confiança é a palavra de ordem entre piores equipes do campeonato

Times mais fracos até aqui, Virgin e Hispania prometem novidades nos carros para o GP da Espanha

A Virgin vem tendo rendimento abaixo do esperado

A Virgin chega a Barcelona animada com os resultados coletados no teste aerodinâmico que fez na semana passada em Idiada e confia que seus upgrades irão aproximá-la da Lotus. 

“Nosso objetivo é tentar tirar mais do nosso equipamento. Tomara que as novidades funcionem bem, porque os sinais iniciais foram muito animadores”, afirmou Timo Glock, por meio da assessoria de imprensa do time.

Jerome d’Ambrosio destacou que, ainda que as equipes tenham testado exaustivamente na pista catalã, ainda há trabalho a fazer.

“Ainda temos de trabalhar com o acerto porque, como a pista muda muito de condição, um composto de pneu pode trabalhar melhor em um momento e pior no outro.”

Única equipe atrás da Virgin até aqui, a Hispania, correndo em casa, fala em upgrades, mas não especifica o que vai mudar no carro. Ao contrário dos outros times, é a primeira vez que o F111 anda na pista de Barcelona, uma vez que o time usou o carro de 2010 nos testes de pré-temporada.

Ainda assim, Narain Karthikeyan e Vitantonio Liuzzi estão confiantes. O italiano lembra que já ganhou na Catalunha, em 2004, de F-3000, e garante que “a Hispania ainda surpreenderá muita gente.” O piloto chamou a atenção para o fato de que “cada corrida é um teste para a equipe. Se continuarmos nesta mesma direção, o time terá um futuro brilhante.”

Seu companheiro indiano também está confiante. “Ainda temos um longo caminho pela frente em termos de extrair o máximo do carro, mas estamos aprendendo e melhorando GP por GP desde a Austrália.” 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Espanha
Pilotos Narain Karthikeyan , Vitantonio Liuzzi , Timo Glock
Tipo de artigo Últimas notícias