Confiante, Massa não vê repeteco dos problemas da Espanha

Velocidade demonstrada pela Williams em Barcelona é motivo de otimismo para as ruas de Mônaco

Após um final de semana que vinha promissor até a última volta rápida da classificação, em Barcelona, Felipe Massa não espera que a história se repita no GP de Mônaco. O brasileiro diz ter compreendido os problemas que o levaram a não pontuar na Espanha.

“Chego confiante, assim como estava durante o final de semana inteiro em Barcelona, pois andei entre os cinco primeiros o tempo todo, mas não foi a corrida que eu esperava. Era para brigar entre os cinco primeiros, mas isso acabou não acontecendo. Porém, o que aconteceu não tira minha confiança para as demais provas”, salientou.

Na Espanha, os problemas de Massa começaram com um erro na classificação, que o colocou em oitavo lugar. Com trânsito, seus pneus tiveram uma degradação mais alta que o previsto. Por fim, a estratégia de três paradas se mostrou equivocada.

“O trânsito não ajudou o desgaste do meu pneu traseiro e, depois, tentamos uma estratégia que não funcionou. Fazendo duas paradas e tentando economizar o pneu, eu estaria lutando pela posição que estava, por volta do oitavo lugar. Pelo menos marcaria pontos.”

[publicidade]A preocupação do piloto brasileiro para este final de semana é outra: entender como o novo carro, com mais torque e menos estabilidade, vai se comportar em uma pista travada como Mônaco.

“É difícil saber o que vai acontecer com o comportamento do carro aqui, com um carro de torque bem mais forte do que ano passado, menos pressão aerodinâmica. Será mais difícil para todo mundo. Mas estou confiante.”

A particularidade do circuito, inclusive, faz com que os rivais da Mercedes, especialmente a Red Bull, possam crescer.

“Vai ser difícil de qualquer jeito, mas talvez possa acontecer [de uma equipe superar a Mercedes] em uma pista como esta. A Red Bull deve ter um carro muito competitivo aqui, talvez seja a melhor pista para eles”, opinou Massa, que não sabe onde a Williams vai se colocar.

“É difícil dizer: temos um carro que vem evoluindo. Aqui, precisamos da maior carga aerodinâmica possível e ainda não estamos onde queríamos nesse quesito. É um ponto de interrogação, pois esperava estar menos competitivo do que estivemos em Barcelona e isso pode ser positivo para uma pista como esta.”

Por fim, Massa garantiu que os acidentes que sofreu nos treinos e na corrida para o GP de Mônaco do ano passado não estarão na sua cabeça quando sentar em sua Williams a partir dos treinos livres desta quinta-feira.

“Se você começar o final de semana pensando no acidente que teve no ano anterior, isso mostra que talvez tenha um receio. Eu não estou pensando no acidente do ano passado, nunca tive problema nesse tipo de circuito: fiz pole, dois pódios, fui competitivo. Temos outro carro, vou pensar em um caminho mais positivo.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias