Confira as frases que marcaram o GP da Hungria

Final de semana foi marcado pela estreia de Bruno Senna, números redondos e decisões acertadas na pista

Hamilton cumprimenta o vencedor do GP da Hungria, Jenson Button

No início do final de semana do GP da Hungria, a dúvida era se a boa performance da McLaren da Alemanha se confirmaria no calor húngaro. Muita água depois, Jenson Button se recuperou de dois abandonos seguidos para vencer mais uma emocionante prova. Confira como tudo isso aconteceu nas frases de Hungaroring.
“Vou com cuidado, para fazer o melhor trabalho possível. Não adiante querer ser herói, passear na grama e perder o dia", disse Bruno Senna antes de estrear em um treino livre nesta temporada pela Renault.

Enquanto isso, a Sauber confirmava a continuidade de Sergio Perez e Kamui Kobayashi no ano que vem. “É algo muito positivo e me dá tranquilidade para o resto da temporada. Vou enfrentar as corridas com muita vontade e fechar o ano em grande nível”, disse o mexicano. 

Em clima de retrospectiva, Fernando Alonso comemorou seu 30º aniversário na sexta-feira. “Acho que posso evoluir. Melhorei muito nos últimos anos, tive sorte de dividir equipe com muitos pilotos, diferentes estilos de pilotagem e aprendi muito. Estou mais preparado agora para pilotar em qualquer circuito, qualquer condição e até com qualquer tipo de carro.”

Quem também estava completando uma marca importante era Jenson Button, que fez na Hungria sua 200ª largada. “Em termos de ritmo de corrida, definitivamente estou no pico da minha forma. Entendo muito bem o carro e os pneus, sei como tirar um bom resultado do carro.”

Mesmo com Lewis Hamilton dominando os treinos de sexta-feira, foi Sebastian Vettel quem conquistou mais uma pole, a oitava do ano. “Mudamos muita coisa no carro de ontem para hoje, o pessoal trabalhou muito e acho que não dormiram nada, mas ter um resultado como esse é a melhor forma de agradecer. Estou muito feliz e minha confiança está de volta.”

Outro destaque do treino de classificação foi Felipe Massa, que superou o companheiro Fernando Alonso pela primeira vez em 17 corridas. "É importante. Não foi uma pole, mas uma boa classificação. Tomara que seja o caminho para o fim do ano.”

No domingo, porém, o dia foi de Button. Mantendo um ritmo forte por toda a prova e tomando a decisão certa quando a chuva veio, o inglês subiu ao lugar mais alto em seu 200º GP, no mesmo lugar de sua primeira vitória. “É bom que teremos férias porque a festa vai ser grande hoje. Ganhei minha primeira corrida aqui nestas condições e agora venci a 200ª da mesma maneira. Por algum motivo, eu gosto desse tipo de prova.”

A prova não foi das melhores para os brasileiros. Barrichello foi o 13º. "Estava dificil de se manter ali, em décimo, e, quando começou a chover, o Lewis [Hamilton] rodou na minha frente. Isso serviu de mensagem para trocar e colocar pneus intermediários, mas, infelizmente, não choveu".

Felipe Massa ia bem até uma rodada o colocar no meio do pelotão. Recebeu a bandeirada em sexto. “Isso tirou minha chance de lutar pelo pódio, o que era possível olhando o ritmo do carro com o pneu de pista seca. Se não fosse isso, estaria brigando por uma ótima colocação.”   

Confira os áudios das melhores entrevistas do final de semana no blog de Felipe Motta.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Tipo de artigo Últimas notícias