Considerado culpado, Grosjean é suspenso e não correrá em Monza

Francês causou strike na largada em Spa e deve ser substituído por D'Ambrosio. Maldonado perde 10 posições no grid

Grosjean durante final de semana na Bélgica

O francês Romain Grosjean foi considerado culpado pelo acidente ocorrido na largada do GP da Bélgica neste domingo e recebeu uma dura punição da FIA. O piloto da Lotus acabou suspenso por uma corrida e está fora da próxima corrida, no próximo final de semana, em Monza. O belga Jerome D’Ambrosio, piloto reserva do time deverá substituí-lo. Além de Grosjean, Pastor Maldonado também recebeu mais uma punição, desta vez por queimar a largada e perderá 10 posições no grid de Monza. Foi a segunda punição sofrida pelo Venezuelano em Spa e a oitava no ano.

“Os comissários consideraram o incidente como uma séria violação do regulamento, com potencial para ferir os demais pilotos”, disse um comunicado da entidade máxima do automobilismo. “O acidente tirou da corrida candidatos à vitória e a própria equipe considerou um erro grave de julgamento do seu piloto.  Equipe e piloto não pediram redução da pena”, continuou a nota.

No acidente, Romain Grosjean deixou para frear mais tarde e acertou o carro de Lewis Hamilton que já estava contornando a primeira curva da prova. Se envolveram também no acidente, o espanhol Fernando Alonso, que machucou as costas, o japonês Kamui Kobayashi, o mexicano Sergio Pérez e o venezuelano Pastor Maldonado.

Além da suspensão, o francês ainda foi multado em 50 mil euros. 

Grosjean reconheceu a culpa pelo acidente e lamentou a punição. “Quando você só pensa em correr na sua vida, não poder ir a um evento é provavelmente uma das piores experiências pelas quais pode passar. Dito isso, respeito o veredicto dos comissários.”

“Larguei bem – apesar de ser atrapalhado pela queimada de Pastor, o que acho que ocorreu com todos na frente – e estava indo para a primeira curva quando a traseira do meu carro bateu com a dianteira de Lewis [Hamilton]. Honestamente pensei que estava na frente dele e que havia espaço para ambos os carros; não tentei deliberadamente espremê-lo no muro ou algo do tipo”, defendeu-se.

O francês, que faz sua primeira temporada completa na F-1, se desculpou publicamente com Hamilton, Fernando Alonso e Sergio Perez e salientou que essa será uma experiência valiosa para seu futuro.

“Obviamente, ninguém queria que esse tipo de coisa acontecesse e ainda bem que ninguém se machucou no incidente. Gostaria de pedir desculpas aos pilotos envolvidos e seus fãs. Só posso dizer que hoje é parte de um processo que fará com que eu seja um piloto melhor.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Bélgica
Pilotos Pastor Maldonado , Jérôme d'Ambrosio , Romain Grosjean
Tipo de artigo Últimas notícias