Correndo em casa, Alonso não se vê nem no pódio

Depois de ser terceiro na última corrida, espanhol pede que torcedores mantenham os pés no chão

O inesperado pódio obtido no GP da China aumentou as expectativas dos espanhóis sobre Fernando Alonso neste final de semana, em sua corrida de casa. Porém, o piloto da Ferrari tratou de pedir a todos que mantenham os pés no chão e disse que, em condições normais, não espera sentir o gosto do champanhe novamente em Barcelona

“Mesmo tendo um final de semana complicado, como acreditávamos que seria, chegamos no pódio na última corrida. Aqui, temos de abaixar novamente as expectativas, sermos realistas. Estamos um pouco atrás de onde gostaríamos e faremos o que pudermos”, salientou Alonso, ouvido pelo TotalRace no Circuito da Catalunha.

“Não diria que o pódio é impossível, porque não esperava que acontecesse na China e aconteceu. O que não gostaria é que falássemos de pódio em casa desde a quinta-feira porque seria uma mentira para todos que estão nas arquibancadas. Temos de manter os pés no chão e saber que será outro final de semana difícil, mas isso não significa que não vamos dar tudo.”

O que dá ânimo a Alonso são as declarações do chefe da Mercedes, Toto Wolff, que vê o espanhol como um dos grandes trunfos da Ferrari para se tornar a grande rival do time alemão na disputa pelo campeonato. O austríaco disse que o bicampeão é um “monstro em corridas” e nunca pode ser descartado, além de destacar o potencial de melhora do F14 T.

“É sempre bom que nossos rivais nos respeitem, mesmo que estejamos em uma situação de desvantagem, como agora. Mas temos de demonstrar isso na pista, não apenas com palavras, mas com feitos. A Ferrari tem condições de melhorar e lutar com eles – não sei se para lutar pelo campeonato, mas pelo menos para dificultar as coisas.”

Perguntado sobre suas chances de tricampeonato, Alonso, que é terceiro colocado no campeonato, a 38 pontos do líder Nico Rosberg, praticamente jogou a toalha.

“Está difícil, não vamos descobrir nada novo. A distância é muito grande, tanto em termos de rendimento, quanto de pontos. Mas vamos continuar trabalhando, vamos tentar ir melhorando corrida a corrida e vendo se há outras equipes que podem atrapalhá-los. A Red Bull sempre foi muito rápida em todas as curvas e aqui só há uma reta, então eles devem ser muito fortes aqui e poderemos ter a situação de que alguém pare a Mercedes.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias