Cosworth comemora o fato de completar mais uma corrida sem problemas

Gerente da marca mostra otimismo com pacote da Williams após performance de Barrichello, elogia Marrusia Virgin e "bota fé" na Hispania

Mark Gallagher, da Cosworth
Para a Cosworth, fornecedora de motores que retornou com tudo à F-1 na temporada passada, o GP da Austrália é uma das cinco corridas mais exigentes do calendário de 2011.
 
Na opinião de Mark Gallagher, gerente geral de motores, o resultado foi bastante satisfatório no ponto de vista da empresa, mesmo que nenhum carro tenha terminado nos pontos. "Existe muita coisa sobre o GP da Austrália que deixou a Cosworth satisfeita, e os resultados da prova não contam a história verdadeira". 
 
"A competitividade do nosso motor permanece clara e, graças ao ritmo de corrida de Rubens [Barrichello], podemos dizer que o conjunto Williams-Cosworth FW33 é forte", disse, destacando a evolução do brasileiro de 20º para nono em 22 voltas, antes do acidente com a Mercedes de Nico Rosberg.
 
Com nenhuma quebra de motor em Melbourne, Gallagher exalta um recorde que a Cosworth não será batida tão cedo: "Também estamos contentes em continuar nossa marca de 100% de confiabilidade de corrida, que foi exclusividade da Cosworth no ano passado."
 
As equipes pequenas que competem com o motor da marca sofreram, mas mereceram menção do dirigente: "A Marussia Virgin também deve ser parabenizada por ter evoluído neste quesito e terminado a prova com seus dois carros, apesar de um problema com Timo Glock. Mas foi uma boa estreia para Jerome D'Ambrosio."
 
Por fim, Gallagher diz botar fé na reação do único time que não conseguiu largar: "A Hispania voltará e me surpreendo com as críticas. Eles têm uma administração forte e um pacote técnico melhor que o sábado do GP apresentou."

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Tipo de artigo Últimas notícias