Crescimento da McLaren surge após cobrança do chefe

Segundo Lewis Hamilton, uma ordem enérgica do líder do staff técnico, Martin Whitmarsh, provocou a virada no desenvolvimento do MP4-26

Hamilton:

Após uma pré-temporada caótica, quando só andou mais do que Virgin, Lotus e Hispania, a McLaren surpreendeu a todos, inclusive a si mesma, com a performance convincente do Grande Prêmio da Austrália.

Já era possível ver a alegria dos integrantes da equipe após o treino de classificação. Depois da prova, a satisfação aumentou ainda mais.

A ressurreição da McLaren, entretanto, não parece ter surgido com calma e compreensão. É o que confidencia Hamilton. “Os caras na fábrica estão sempre sob pressão para construir novas partes, novos componentes. Mas desta vez veio uma ordem enérgica do chefe”, declarou o campeão do mundo de 2008 em Melbourne. O chefe, no caso, é Martin Whitmarsh.

“Como bons profissionais que são, eles administraram a bronca com cuidado e o pacote de Melbourne foi fantástico. Sou grato ao que fizeram”, completou Hamilton, em entrevista acompanhada pelo TotalRace.

Se para falar sobre o tema da melhora do time de Woking nos últimos dias o piloto recorre às cobranças e ordens que o patrão distribuiu, quando fala da vida pessoal Hamilton muda o tom completamente.

Acompanhado em Melbourne pela namorada Nicole Scherzinger, vocalista do grupo Pussycat Dolls, o inglês suspira ao falar da força que recebe da popstar. “Ela me dá muito suporte. Esteve em Melbourne mesmo durante o lançamento do álbum dela. É um momento conturbado de sua carreira e ela esteve comigo. Sou muito sortudo em tê-la”.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Pilotos Lewis Hamilton
Tipo de artigo Últimas notícias