Curvas de alta velocidade animam Lotus para GP da Grã-Bretanha

Equipe acredita que seu carro não se encaixou bem com últimos circuitos e torce para acabar com má fase

Depois de sofrer com curvas lentas em Mônaco, Canadá e Áustria, a Lotus “volta para casa” com o GP da Grã-Bretanha. Afinal, foi em uma pista relativamente semelhante, em Barcelona, na Espanha, que o time marcou metade dos pontos que tem até agora no campeonato.

[publicidade]“É uma pista fantástica com muitas curvas de alta velocidade, o que deve ser melhor para o E22 do que outros circuitos em que estivemos recentemente, que pareciam salientar todas as nossas deficiências. Silverstone é desafiador, mas traz uma sensação boa”, destacou Romain Grosjean, único a pontuar pelo time em 2014.

Pastor Maldonado, que vem tendo um sem-número de azares, principalmente com problemas na unidade de potência, relembra sua boa relação com Silverstone no passado e tem esperança de um bom final de semana.

“Ganhei em Silverstone na GP2 e sempre gostei do circuito. A Inglaterra é como uma segunda casa para mim, especialmente porque tenho membros da família que moram muito perto do circuito. Tomara que as curvas de alta sejam melhores para nosso carro e seria ótimo voltar para o patamar que estávamos em Barcelona.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias