De amigos a inimigos: chefe da Mercedes destaca mudança na relação de Hamilton e Rosberg

Wolff confirmou a mudança no comportamento dos dois pilotos depois das seguintes polêmicas das últimas semanas

Rosberg e Hamilton não são mais tão amigos assim
A amizade não existe mais. O ódio, também. A relação entre Nico Rosberg e Lewis Hamilton passou por uma metamorfose nesta temporada. Os amigos de infância, rivais diretos na briga pelo título, transformaram o clima no paddock da Mercedes. Quem confirma é Toto Wolff.
 
[publicidade] O chefe da Mercedes não pestanejou ao falar sobre a diferença entre os dois pilotos e de como a escuderia aprendeu nos últimos meses para aparar as polêmicas entre a dupla.
 
“De um relacionamento amigável do início da temporada para um momento intenso, no qual percebíamos dois inimigos competindo pelo título mundial”, declarou, em entrevista à ‘BBC’.
 
“Foi também o processo de aprendizado. Esses rapazes foram ensinados durante toda a vida de que a prioridade é vencer o mundial de pilotos. Aqui estão eles no mesmo carro e competindo um contra o outro. Um vencerá, e o outro fracassará”, acrescentou.
 
Rosberg e Hamilton disputam desde o início da temporada o título mundial. Os dois se reencontram neste final de semana, no GP de Cingapura, onde o alemão colocará a liderança em questionamento – 238 contra 216 do britânico.
 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias