De bem com pneus macios, Kimi evita polêmica: "É o mesmo sempre"

Finlandês afirma que sua Lotus rende melhor com os compostos mais moles do que com os médios após treinos na China

Kimi Raikkonen é um dos poucos pilotos do grid que estão felizes com o rendimento do pneu macio. O finlandês explicou ao TotalRace que o rendimento do composto varia de carro para carro e a Lotus funciona bem com a borracha mais macia. Agora, o time vai tentar melhorar o rendimento com os médios.

“Acho que isso variar para cada equipe. Nós parecemos estar muito felizes com os pneus macios e talvez nem tanto com o mais duro, mas acho que depende do carro. Talvez aqueles que não estão conseguindo tirar muito tempo do pneu mais macio vão poder usar o médio de uma maneira melhor.”

Mesmo salientando que não sabe qual foi o desempenho dos rivais nas simulações de corrida, o piloto, segundo colocado do dia, se mostrou contente com os primeiros sinais da Lotus. “Olhando os tempos de volta, parecem estar bastante bons, mas é claro que temos coisas a melhorar e nunca se sabe o que pode acontecer amanhã.”

Pouco chegado a entrar na onda dos dramas a respeito dos pneus, Raikkonen afirmou que o alto desgaste do pneu macio não altera a maneira dos pilotos atacarem a classificação. “É o mesmo em todas as corridas: normalmente só temos uma volta, não é nada diferente do que aconteceu nos últimos anos.”

O finlandês negou que a falha do ano passado, quando, ao tentar fazer apenas duas paradas, Raikkonen caiu de segundo para 14º nas nove voltas finais, pois ficou sem pneus, vai influenciar a escolha da estratégia deste ano. Desde aquela corrida, o piloto pontuou em todas as etapas. “Isso não muda nada. Sabíamos que era arriscado e decidimos ir até o limite. Não nos afeta em nada.”

O companheiro de Kimi, Romain Grosjean, se mostrou mais preocupado com os pneus. O francês teme que um erro na classificação custe caro demais, pois a borracha não dura mais que uma volta. “Na corrida, será uma questão de fazer o que pode e se livrar deles. É difícil, mas é o mesmo para todos. Todos estamos preocupados, porque, se você pegar tráfego na primeira volta, está um segundo atrás. Talvez seja exagerado, mas precisamos nos adaptar. Pode ser um cassino na classificação, porque todos temos só três jogos de pneus macios, mas veremos. Eles duram uma volta e depois é uma questão de conservá-lo.”

Apenas o 12º na sexta-feira, Grosjean segue com um problema misterioso, que afeta apenas seu carro. “Começou a acontecer neste ano, não sabemos o que é”, afirmou ao TotalRace.  “Tenho que entender porque está faltando performance para nós. Ainda há algumas coisas que não compreendemos. Vamos tentar ver se as mudanças que faremos vão nos ajudar. Permaneço otimista porque hoje foi um dia ruim, mas amanhã pode ser diferente.” 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da China
Pilotos Kimi Raikkonen , Romain Grosjean
Tipo de artigo Últimas notícias