Di Resta defende a participação de titulares nos testes

Mesmo com medalhões como Alonso, Raikkonen, Button e Webber fora, escocês crê que é importante treinar com novos pneus

Um dos pilotos titulares que participa dos testes de Silverstone nesta semana, o escocês Paul Di Resta defendeu a importância de estar no carro, mesmo com as restrições impostas ao trabalho destes pilotos pela FIA.

A entidade determinou que os titulares só poderiam andar com os pneus novos que a Pirelli estreia oficialmente no GP da Hungria, mas não fariam o trabalho de desenvolvimento e de melhoria do acerto do carro, que só pode ser conduzido pelos novatos.

Assim, a McLaren logo de cara decidiu não escalar os titulares, e Fernando Alonso, Kimi Raikkonen e Mark Webber também ficaram de fora.

“Há um valor em cada vez que você anda em um carro de Fórmula 1”, acredita Di Resta. “Acho que, em termos de referência, é provavelmente melhor que nós estejamos no carro, porque tivemos uma corrida aqui não há muito tempo, então sabemos quais os limites do carro e as diferenças”, destacou.

“Sempre estou a fim de pegar o carro, de pilotar, de ajudar a equipe. É para isso que sou empregado e para dar um retorno relevante.”

Para o piloto da Force India, que esteve no carro no período da tarde de ontem, é importante para os titulares testarem o novo pneu.

“A Pirelli e a FIA estão conscientes do que estamos aqui para fazer. Não estamos aqui para equilibrar o carro perfeitamente. Estamos aqui para nos certificar de que compreendemos os pneus de maneira apropriada.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Paul di Resta
Tipo de artigo Últimas notícias