Di Resta e Anthony Hamilton colocam fim à batalha judicial

Pai de Lewis havia processado o piloto escocês, mas se viu em maus lençóis após ser acusado de desvio de dinheiro

Após irem à alta corte londrina, o piloto Paul di Resta e o empresário Anthony Hamilton, pai de Lewis Hamilton, chegaram a um acordo decidiram colocar fim à disputa judicial que ambos estavam travando. Em 2012, Anthony havia decidido processar o ex-piloto da Force India alegando demissão injusta.

O escocês, por sua vez, acusou seu ex-manager de esconder valores de um contrato de patrocínio com a empresa de energéticos “Go Fast”. Para Di Resta, o acordo com a empresa deveria lhe render 2 milhões de euros (R$ 5 milhões), mas rendeu apenas a metade. Anthony foi então intimado a mostrar os dados da negociação, mas disse que havia perdido informações que estavam em seu computador quando mudou de casa.

Nesta semana, os dois resolveram colocar um fim à história. “Lamento muito que Paul e eu tenhamos chegado a este ponto e tenho prazer em enterrar este assunto”, disse Anthony. "Paul é um piloto muito talentoso e é uma pena que ele não tenha lugar na F1 em 2014, porque ele merece. Tenho certeza de que ele irá muito bem no DTM com a Mercedes e desejo o melhor para seu futuro”, acrescentou Anthony.

Já Di Resta, revelou que pretende se focar apenas em questões esportivas. “Este foi um ano difícil, que quero deixar para trás e me concentrar na pista. Estou ansioso para correr na DTM para Mercedes este ano e pensar no futuro”, declarou.
 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Paul di Resta
Tipo de artigo Últimas notícias