Diferenças mínimas marcam treinos, com Vettel à frente

Alemão superou Alonso por 17 milésimos na Espanha; quatro primeiros ficaram separados por pouco mais de 0s2

Após a primeira sessão de treinos livres para o GP da Espanha ser atrapalhada pela chuva, os pilotos começaram o segundo treino dedicando-se a comparações entre peças velhas e aquelas programadas para estrear nesta prova usando prioritariamente os pneus protótipo cedidos pela primeira vez pela Pirelli, além da tradicional comparação entre o rendimento e durabilidade dos compostos duro e médio, que serão usados durante este final de semana.

Com um jogo a mais de pneus à disposição, além da necessidade de testar as novas peças, a sessão ficou mais movimentada, com pilotos batendo na marca de 14 voltas apenas com meia hora de treino realizado. Neste momento, a exemplo do treino da manhã, Fernando Alonso liderava com a Ferrari, com Felipe Massa em terceiro.

Na última hora de treino, os pilotos começaram a usar os pneus médios e tiveram dificuldade em melhorar seus tempos de maneira significativa. Mark Webber foi o primeiro a conseguir melhorar, tomando o primeiro lugar. Logo depois, Vettel superou o companheiro, mas por menos de um décimo. As Ferrari entraram na pista em seguida, e Alonso fechou com um tempo a 17 milésimos do alemão. Massa permaneceu em quarto.

Atrás de Ferrari e Red Bull, tanto com os compostos duros, quanto com os médios, apareciam as Mercedes, à frente das Force India e da surpresa do treino, as Toro Rosso. Como de costume, a Lotus fez um treino discreto até que Kimi Raikkonen colocou o carro em quarto com os médios.

Pelo menos até essa segunda sessão de treinos livres, os pacotes de mudanças de Williams e McLaren  não geraram grande evolução, com os quatro pilotos fora do top 10.

Na parte final da sessão, os pilotos se dedicaram às simulações com tanque cheio e, demonstrando a dúvida a respeito de qual será o composto preferido na corrida, a dupla da Ferrari, por exemplo, se dividiu: Alonso simulou a primeira parte da prova com os médios e Massa, com os duros. Os pneus, especialmente dianteiros esquerdos, sofreram grande degradação.

Nos minutos finais, Paul Di Resta teve um pneu dechapado e terminou o treino mais cedo. A cena foi parecida com o que aconteceu na terceira sessão de treinos livres do Bahrein com Lewis Hamilton e na corrida do país árabe com Felipe Massa.

A terceira sessão de treinos se inicia às 6h da madrugada deste sábado. O treino classificatório está marcado para as 9h.

Confira a classificação do segundo treino livre para o GP da Espanha

1

Sebastian Vettel

Red Bull Racing-Renault

1:22.808

34 voltas

 

2

Fernando Alonso

Ferrari

1:22.825

0.017

35

3

Mark Webber

Red Bull Racing-Renault

1:22.891

0.083

36

4

Kimi Räikkönen

Lotus-Renault

1:23.030

0.222

32

5

Felipe Massa

Ferrari

1:23.110

0.302

37

6

Lewis Hamilton

Mercedes

1:23.140

0.332

35

7

Nico Rosberg

Mercedes

1:23.398

0.590

45

8

Adrian Sutil

Force India-Mercedes

1:23.840

1.032

37

9

Jean-Eric Vergne

STR-Ferrari

1:24.058

1.250

31

10

Paul di Resta

Force India-Mercedes

1:24.104

1.296

25

11

Daniel Ricciardo

STR-Ferrari

1:24.175

1.367

32

12

Jenson Button

McLaren-Mercedes

1:24.306

1.498

35

13

Sergio Perez

McLaren-Mercedes

1:24.854

2.046

31

14

Valtteri Bottas

Williams-Renault

1:24.888

2.080

38

15

Nico Hulkenberg

Sauber-Ferrari

1:25.167

2.359

38

16

Pastor Maldonado

Williams-Renault

1:25.321

2.513

32

17

Esteban Gutierrez

Sauber-Ferrari

1:25.441

2.633

37

18

Romain Grosjean

Lotus-Renault

1:25.851

3.043

36

19

Giedo van der Garde

Caterham-Renault

1:25.963

3.155

30

20

Jules Bianchi

Marussia-Cosworth

1:26.078

3.270

31

21

Charles Pic

Caterham-Renault

1:26.930

4.122

35

22

Max Chilton

Marussia-Cosworth

1:26.970

4.162

26

 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Espanha
Tipo de artigo Últimas notícias