Dinheiro cai na conta e Force India terá novo motor nos EUA

Equipe estava tendo de se virar para correr atrás da McLaren mesmo usando motores no final da vida útil

Na briga pelos 6 milhões de dólares, que representam a diferença de premiação entre o quinto e sexto colocados no mundial de construtores, a Force India finalmente contará com o quinto elemento da unidade de potência. E não é que o time de Nico Hulkenberg e Sergio Perez estava economizando peças para evitar punições – cada piloto só pode usar seis na temporada: o problema era falta de pagamento.

[publicidade] O prazo para a equipe quitar sua dívida com seu fornecedor, a Mercedes, acabou nesta segunda-feira, segundo a Auto Motor und Sport. Com o pagamento, agora Hulkenberg e Perez poderão usar a quinta unidade de potência nas três últimas provas.

Enquanto isso, seus rivais na luta pelo quinto lugar, a McLaren, terão também à disposição a sexta unidade, o que garante maior potência até o último GP, em Abu Dhabi (os motores vão perdendo no quesito à medida em que ganham quilometragem), e mais tranquilidade para andar nos treinos livres.

No último GP, por exemplo, na Rússia, a dupla da Force India deu 146 voltas no total na sexta-feira, contra 227 da dupla da McLaren. Desde a metade da temporada, o time de origem indiana vem sofrendo para andar no ritmo da equipe de Woking.

Além do novo motor, o time terá atualizações aerodinâmicas. Com três provas para o final, a Force India está a 20 pontos da McLaren. 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias