Diretor da McLaren pede que pilotos arrisquem

Jonathan Neale se mostra animado com recentes vitórias: “Foi como um gol no finalzinho do primeiro tempo"

A equipe já permitiu que Button e Hamilton duelassem livremente

O diretor administrativo da McLaren, Jonathan Neale, pediu que os pilotos sejam agressivos nas oito corridas que faltam para o final da temporada. No momento, Lewis Hamilton tem 88 pontos de desvantagem para Sebastian Vettel, Jenson Button tem 100 e a equipe está a 103 da Red Bull.

“Não há mudança na missão dos pilotos – eles devem atacar em todas as oportunidades. Não estamos em posição de ser conservadores. Temos de dar tudo.”

A McLaren vem animada depois de vencer três das últimas cinco corridas.

“Elas foram como marcar um gol no finalzinho do primeiro tempo. É animador para todos. Mas, ainda que não tenhamos temores [em relação ao rendimento do carro], não há complacência. Não acho que temos vantagem. Acho que ainda há muito trabalho pela frente.”

O dirigente espera que as próximas corridas sejam muito disputadas, “pois tanto a McLaren, quanto Red Bull e Ferrari têm carros bons o bastante para lutar por vitórias”.

Ainda que Neale queira que os pilotos corram riscos, a equipe já perdeu muitos pontos por falhas – de estratégia com Hamilton na Hungria, com dois abandonos seguidos de Button e nos pit stops.

“Quando você está forçando para diminuir a diferença é fácil cometer um erro, tanto de confiabilidade, quanto do ponto de vista operacional. Não somos os únicos que tivemos problemas com os pit stops, mas os nossos foram notáveis e muito dolorosos”, reconheceu.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Bélgica
Tipo de artigo Últimas notícias