Disputa mais apertada da história da Fórmula 1 faz 30 anos

Campeonato de 1984 marcou último título de Niki Lauda e menor margem dos 64 anos da categoria

A temporada mais apertada da história da Fórmula 1 completa 30 anos neste 21 de outubro: Niki Lauda bateu o então companheiro de McLaren, Alain Prost, por meio ponto na decisão disputada em Portugal, no circuito de Estoril.

[publicidade] Lauda, na época com 35 anos, mantém até hoje o recorde de maior número de temporadas entre dois títulos, pois sua última conquista fora em 1977, sete anos antes. Neste período, o austríaco chegou a se afastar das corridas, mas retornou quando teve a chance na McLaren. Prost, por sua vez, tinha 29 anos e buscava seu primeiro título.

Em uma temporada marcada por dificuldades de confiabilidade dos carros devido a uma novidade do regulamento, que bania o reabastecimento e diminuía a
capacidade dos tanques, a experiência de Lauda falou mais alto e, mesmo tendo vencido quatro provas, contra sete de Prost, chegou à última etapa podendo chegar em segundo lugar para ser campeão. E foi justamente isso que o austríaco fez para conquistar o tricampeonato.

Curiosamente, o campeonato só terminou com meio ponto de vantagem para Lauda devido à interrupção do GP de Mônaco, o qual Prost liderava sob intensa chuva. O francês pediu que a corrida fosse interrompida – e foi atendido – ao mesmo tempo em que os novatos Ayrton Senna e Stefan Bellof vinham diminuindo consideravelmente a diferença. Caso a prova tivesse prosseguido e Prost fora segundo, ganhando a pontuação completa ao invés dos 4,5 que levou pela vitória (que valia 9 na época), o francês seria o campeão da temporada. 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias