Domenicali se surpreende com ritmo ruim da Ferrari em Cingapura

Chefe da equipe isentou os pilotos e afirmou que causas pela má performance devem ser estudadas pensando em 2012

A Ferrari tinha tudo para andar bem em Cingapura

Um circuito semelhante a Mônaco, em que a Ferrari lutou pela vitória: calor, pneus macios e supermacios. Parecia o palco ideal para Fernando Alonso e Felipe Massa obterem um bom resultado.

Mas, a exemplo das corridas anteriores, mesmo as boas largadas, compensando em parte a já tradicional falta de competitividade em classificação, não foi suficiente para alçar um carro vermelho às primeiras colocações. Com um ritmo pior e uma inesperada degradação dos pneus, Alonso foi quarto, enquanto Massa, cujo GP ainda foi comprometido por um toque com Lewis Hamilton, foi nono.

“O resultado em si não foi uma surpresa, mas a performance definitivamente foi, e de maneira ruim”, admitiu o chefe da equipe, Stefano Domenicali.

“Fomos mais lentos do que esperávamos e devemos analisar os motivos cuidadosamente para ver porque as coisas aconteceram desta maneira. Será um exercício útil para as próximas corridas e também para o futuro.”

Domenicali isentou os pilotos de culpa pelo resultado.

“Fernando fez seu melhor, mantendo-se na luta pelo pódio até o final e ele definitivamente está lutando pelo segundo lugar no campeonato de pilotos. Felipe poderia estar junto dele, mas sua corrida fui arruinada pelo furo causado por Hamilton.”

O italiano lembrou que não é a primeira vez que Massa tem de fazer uma prova de recuperação.

“Nosso brasileiro definitivamente está em uma maré de azar no momento e, mais uma vez, como em Monza, teve de vir de trás sem ter culpa alguma pelo que aconteceu.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Cingapura
Tipo de artigo Últimas notícias