Dono da Force India: 'Ecclestone precisa de aulas sobre redes-sociais'

Mallya criticou a recente declaração de Bernie Ecclestone, que menosprezou o poder do social-media

Mallya quer maiores investimentos da F1 nas redes-sociais
A Fórmula 1 volta neste final de semana, com o Grande Prêmio da Bélgica. Entretanto, antes mesmo de os carros irem à pista para os primeiros testes, algumas equipes já tratam de reclamar. Nesta terça-feira foi a vez da Force India, escuderia na qual o dono fez duras críticas ao chefe da categoria, Bernie Ecclestone.
 
Em entrevista publicada pela ‘Autosport’, Vijay Mallya criticou o tratamento do chefão da F1 em relação às redes-sociais, especialmente depois da resposta de Ecclestone, que afirma ‘não ver futuro’ em investir neste tipo de mídia para a categoria máxima do automobilismo.
 
“O que não entendo é que Berne não quer saber sobre redes-sociais; ele é um homem de televisão e apenas isso. Alguém qualificado teria que mudar a opinião dele e convencê-lo de que o social-media deve ser levado a sério, poderia ser uma grande adição”, opinou.
 
“Precisamos de alguém que goste do assunto para dar aulas sobre isso para o Bernie. Acho que ele será convencido sobre isso”, completou o empresário indiano.
 
A observação sobre o social-media da Fórmula 1 deve-se a outro investimento de Mallya. Dono de uma equipe na liga indiana de cricket, o empresário associou o crescimento na popularidade do evento às redes-sociais.
 
“A IPL (Premier League Indiana) tem tido tanta repercussão por conta das redes-sociais. Lá, recebemos diretores do Twitter e do Facebook, que nos ensinaram como promover as equipes por intermédio do social-media. É fantástico, Bernie precisa de uma apresentação disso”, concluiu.
 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias