Dono da Lotus critica ‘vaquinha’ da Caterham para sobreviver na F1

Gerard Lopez viu a medida como 'triste'; Caterham utilizou o modo 'crowdfunding' para tentar se salvar financeiramente

Lopez se mostrou 'triste' com a medida drástica da Caterham
Ausente das etapas de Austin e São Paulo, a Caterham tomou uma medida drástica para tentar colocar os dois carros em Abu Dhabi, no encerramento da temporada, no dia 23: realizou um ‘crowdfunding’ (a popular ‘vaquinha’) para sanar parte dos problemas financeiros. A medida, no entanto, não agradou a muitos no grid da Fórmula 1.
 
[publicidade]Um dos mais reticentes com a proposta da Caterham foi o dono da Lotus, Gerard Lopez. O luxemburguês classificou a manobra como ‘triste’ e exemplo do atual difícil momento da categoria máxima do automobilismo.
 
“É inédito e penso que é muito triste. A Fórmula 1 é um negócio de bilhões de dólares e estão perguntando se o ‘crowdfunding’ é uma boa ideia para trazer uma equipe de volta. É, diz muito sobre o esporte quando as pessoas se divertem com situações deste tipo. É muito triste”, declarou.
 
Gerard Lopez é um dos proprietários mais incomodados com a atual divisão financeira da Fórmula 1. Durante o último domingo, data do Grande Prêmio do Brasil, o luxemburguês se reuniu com a Force India e a Sauber para buscar soluções no atual mercado.
 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias