Dupla da Caterham quebra a cabeça para acertar carro para a China

Petrov e Kovalainen revelam dificuldades do circuito e não esperam chegar nos pontos: "Ainda é cedo demais"

Petrov e Kovalainen

Heikki Kovalainen e Vitaly Petrov destacam as dificuldades de equilibrar o carro para as curvas de baixa e a grande reta de Shangai, onde a F-1 corre dia 15 de abril. A dupla da Caterham usou o tempo livre após a prova da Malásia para ficar com a família e se preparar para a sequência China-Bahrein.

“Fiquei em Abu Dhabi depois de voltar da Malásia para continuar o treinamento e evitar o jetlag que pode acontecer se voltar para a Europa. Shangai é uma pista moderna, com muitas curvas de baixa e média, uma reta muito longa com uma curva apertada no final, que resulta em um ponto natural para ultrapassar. Não é muito dura com os freios, mas você precisa de um carro estável”, lembra Kovalainen.

Já Petrov se anima pelo bom retrospecto em Shangai, mas não acredita que poderá repetir sequer a nona colocação do ano passado.

“Marquei pontos nos últimos dois anos em Shangai, e seria obviamente ótimo repetir isso em 2012, mas suspeito que será um pouco cedo demais para isso.Não é um circuito particularmente difícil, mas você tem de acertar as sessões das curvas uma à quatro e da 11 à 13.”

O russo voltou para a terra natal após a prova de Sepang para encontrar amigos e dar sua força para a seleção de seu país, já pensando na Eurocopa, em junho. Petrov se encontrou com o astro do Arsenal, Arshavin.

“Depois da Malásia voltei para a Rússia para treinar e encontrar família e amigos. E ainda tive a chance de ir a um evento com Andrei Arshavin. Sou um grande fã de futebol e é sempre bom ver Andrei, que está tendo uma interessante temporada com o Arsenal e sei que ele e toda a equipe estão animados para a Eurocopa.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da China
Pilotos Heikki Kovalainen , Vitaly Petrov
Tipo de artigo Últimas notícias