Dupla de McLaren aposta no Kers para GP monegasco

Hamilton fala que 300 metros de uso da asa não serão suficientes, enquanto Button destaca estudo do time sobre importância do Kers no Principado

Button refletido no prédio dos boxes de Barcelona

 

Para a dupla da McLaren, formada por Lewis Hamilton e Jenson Button, a asa móvel será substituída pelo Kers como incentivo extra para a obtenção de velocidade e ultrapassagens no GP de Mônaco.
 
"Acho que veremos uma corrida diferente, com a combinação de Kers, asa móvel e pneus. Isso deixará a corrida viva e adoraria ver uma ação a mais neste ano", destaca Hamilton, explicando os motivos pelos quais a asa móvel não funcionará no Principado.
 
"A asa móvel terá 300 metros, então será curta e não muito eficiente; já os pneus darão a maior chance de ultrapassagens. Apesar de não achar que os pneus serão críticos, eles darão oportunidades", destaca. Já Button afirmou querer tirar proveito do Kers da Mercedes, considerado o melhor da F-1, após simulações destacarem a importância do sistema em Monte Carlo.
 
"Existem algumas indicações de que o Kers não pode ser benéfico em Mônaco, mas dá para explorá-lo em uma reta. Nossas simulações mostram que o Kers vale mais em Mônaco que em outra pista, o que me deixa contente, pois a unidade da Mercedes é a melhor da F-1", analisa o campeão de 2009.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Monaco
Pilotos Jenson Button , Lewis Hamilton
Tipo de artigo Últimas notícias