"É frustrante essa posição", admite Rubens, 19° colocado

Brasileiro da Williams enfrenta problemas na caixa de câmbio e é eliminado na primeira fase da classificação

Barrichello na chicane de Barcelona

A expressão de Rubens Barrichello ao deixar o carro no fim do Q1 não era das melhores. O brasileiro terá de largar apenas em 19º no grid de largada.

>>
>>
>>
 
O veterano, que viu o parceiro Pastor Maldonado ir à fase final da tomada de tempos, admitiu ter enfrentado um problema de câmbio pela manhã que persistiu na classificação. Mas celebrou poder ter mais pneus novos para a corrida.
 
"Pela manhã, tivemos um problema no câmbio, com mudanças de marcha esquisitas. Dei uma volta e as coisas não estavam coerentes. Voltei aos boxes e disseram que não dava pra continuar", comenta o competidor.
 
"Se fosse em tempos antigos ficaria chateado. Hoje, a classificação não tem mandado no fim de semana. Claro, acho que poderíamos ter colocado os dois carros no 'top 10', mas isso não muda nada. Temos pneus novos para amanhã, o que significa bastante em uma corrida."
 
Barrichello afirmou que trocará o câmbio sem punição extra para amanhã: "Na F-1 você tem um coringa e vou ter de usar. Basicamente, a lateral do câmbio perdeu um dos shafts e vazou todo o óleo. Este óleo ia para o pneu e não tinhao  que fazer. Você se sente impotente. Saí do carro chateado, mas não devastado, pois abre uma coisa boa para amanhã."
 
"Quatro paradas é o número certo. No papel, quatro é melhor que três e cinco é pior que quatro. A F-1 depende de carro, tráfego e pneu traseiro. Isso determinará as paradas. Olhando pelo lado positivo, tenho três sets de pneus novos. A ideia era tentar passar para o Q2 e manter os pneus vivos. É frustrante essa posição, mas os pneus estão lá."

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Espanha
Pilotos Rubens Barrichello
Tipo de artigo Últimas notícias