Ecclestone: "A FOTA provavelmente morreu antes de nascer"

Em plena negociação para uma nova divisão do dinheiro entre as equipes, dirigente diz que racha não surpreende

A FOTA foi criada em 2008

Só faltou Bernie Ecclestone levantar a faixa com o “eu já sabia”. Após a debandada de Ferrari e Red Bull da Associação das Equipes de F-1, a FOTA, o dirigente afirmou que a unidade entre os times é muito difícil.

“Acho que [Ferrari e Red Bull] acreditavam que [a FOTA] não estava fazendo o que deveria. É muito difícil para todas as pessoas, que estão competindo umas com as outras, concordar a respeito de qualquer coisa que vai diminuir sua habilidade de ganhar”, afirmou ao jornal Financial Times.

Ecclestone preside a FOM, empresa que detém os direito comerciais da categoria, e está em negociações para um novo Pacto da Concórdia, acordo que controla a distribuição do dinheiro entre as equipes, entre outros pontos.

“Acho que a FOTA provavelmente morreu antes de nascer. É muito difícil [para uma equipe] dizer ‘é isso que fizemos’. Tudo o que acontece é ‘eles estão roubando porque gastaram mais do que deveriam’”.

O inglês, no entanto, negou que já tenha assinado acordos em separado com as duas equipes dissidentes.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias