Ecclestone culpa Mercedes por polêmica de testes com Pirelli

Para promotor da Fórmula 1, fornecedora de pneu precisa testar, mas equipe deveria ter negado pois era ilegal

O promotor da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, acredita que a Mercedes – e não a Pirelli – deve ser considerada culpada pela polêmica dos testes feitos com um carro deste ano há cerca de um mês, em Barcelona.

A equipe alemã irá a julgamento no próximo dia 20 pelo teste ilegal, mas argumenta que só colocou os carros na pista a pedido da fornecedora de pneus, que queria experimentar produtos para serem usados em 2014.

Para Ecclestone, o pedido poderia ter sido negado pela Mercedes. “Vamos esperar pelo tribunal, pois eles têm todos os dados. Se você oferecer coisas roubadas, sou eu que tenho de decidir se quero aceitá-las ou não. Ninguém deve me dizer o que tenho de fazer. Eu devo saber”, afirmou ao jornalista inglês Adam Cooper.

“A Pirelli estava fazendo o certo, obviamente. Eles não conseguiram escapar de um problema no pneu, mas se houvessem treinos de verdade, o que deveria acontecer, não haveria nenhum problema. Isso só aconteceu porque não há testes de verdade.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias