Ecclestone defende que F-1 dê mais tempo ao Bahrein

Decisão da FIA sobre cancelamento definitivo da etapa barenita está marcada para o dia 1º de maio

Ecclestone quer dar mais tempo ao Bahrein

O chefe dos direitos comerciais da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, afirmou que a categoria poderá dar mais tempo para que o Bahrein decida se vai realizar sua etapa neste ano. O Grande Prêmio barenita, que abriria a temporada 2011, dia 13 de março, foi adiado devido a violentos conflitos entre o governo e a população.

A princípio, a decisão sobre o cancelamento definitivo ou uma possível remarcação seria tomada dia 1º de maio.

“Essas coisas mudam em algumas semanas, então não dá para saber. De repente, tudo pode ficar em paz em um mês e eles estarão felizes em ter o evento e nós, em estar lá”, afirmou em entrevista à agência de notícias Reuters.

Ecclestone, que garantiu estar debatendo com o presidente da FIA, Jean Todt, o assunto, defende que a decisão seja tomada no início de junho.

No entanto, a entidade emitiu um comunicado negando que haja negiciações nesse sentido. "Até onde sabemos, a decisão será tomada no domingo. Como é um final de semana, é possível que só seja anunciada na segunda-feira, mas não falamos com o senhor Ecclestone a respeito de nenhum atraso."

A probabilidade de remarcação do GP do Bahrein sofreu um golpe nesta semana, quando foi divulgado que os demais integrantes da família real do país já não mais consideravam o príncipe Salman bin Hamad al-Khalifa como parte do governo. O príncipe é o grande incentivador da presença da F-1 no local.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias