Ecclestone pressina Austrália por renovação de contrato

Dirigente quer que a prova em Albert Park passe a ser noturna, mas reclama de indefinição do governo local

GP da Austrália é disputado em Melbourne desde 1996

O executivo-chefe da F-1, Bernie Ecclestone, está pressionando a Austrália para renovar seu contrato até 2015 e levar seu evento para a noite, a exemplo de Cingapura. Isso faria com que a prova fosse realizada em um horário melhor para os europeus, que atualmente veem a corrida no domingo logo de manhã.

O dirigente, contudo reclama que o governo do premier Ted Baillieu não lhe dá uma posição clara a respeito do futuro do evento.

“Se o governo quisesse, poderíamos certamente nos acertar, suponho. Seria legal se alguém dissesse ‘Bernie, definitivamente, 100%, não queremos renovar nosso contrato’”.

O porta-voz do premier, no entanto, avisou que o governo não quer levar um “cheque em branco” às negociações, dando sinais de que os australianos querem diminuir seus gastos com o GP, que tem sido deficitário nos últimos anos.

Acredita-se que a prova custe atualmente 50 milhões de dólares aos cofres públicos.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Tipo de artigo Últimas notícias