"Ele vai ter uma carreira excepcional", diz Dennis sobre Magnussen

Chefe do Grupo McLaren lembra de indisciplina de pai mas confia em Kevin: "Ele impressionou desde o primeiro teste"

Estreando pela McLaren em 2014, Kevin Magnussen chega ao posto de companheiro de Jenson Button no time de Woking com o aval do chefe Ron Dennis. O britânico, de volta ao dia a dia da equipe, olhou com desconfiança para o dinamarquês no ano passado, mas após testes em simulador ainda em 2013 e do desempenho nos testes de inverno, acredita no talento do jovem.

"Esta foi uma decisão que tomei e acho que ele conseguiu superar as expectativas de todos", disse Dennis .

"Por que o contratei? Porque havia uma grande crença entre os nossos engenheiros de que ele era um talento excepcional e ouvi muito como eles falavam sobre o Kevin.”

"Eu falei com ele, mas não muito, fui reservado. Eu não acredito muito em filhos de pilotos, e Jan era um pouco indisciplinado, vamos dizer assim. Mas, no entanto, há algo de especial nele."

Para o dirigente, um teste em Abu Dhabi o teria feito mudar sensivelmente sua opinião sobre Kevin. "Acho que o que chamou a atenção de todos foi quando demos a ele a oportunidade de dirigir o carro em Abu Dhabi após a corrida. Eu acho que a sua terceira volta cronometrada teria colocado-o em sexto no grid”, lembrou.

“Você pode pensar, 'espere um segundo, foi em um circuito aderente onde foi realizada uma corrida no dia anterior', mas igualmente os circuitos sempre ficam bem sujos, com os pedaços de borracha. Aquilo foi impressionante.”

"Ele impressionou desde o primeiro teste e ele vai ter uma carreira excepcional, eu tenho certeza sobre isso. Ele tem uma determinação de aço, não acho que ele vá se queixar quando tiver problemas e ele certamente vai ser uma concorrência honesta para Jenson, isso é certo", crava o dirigente, dono de 17 títulos na Fórmula 1.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Kevin Magnussen
Tipo de artigo Últimas notícias