Em 2º, Kvyat revela: “não sabia o que era nunca desistir até hoje”

Piloto russo da Red Bull vai para o primeiro pódio da carreira após corrida bastante movimentada em Hungaroring

Austrália 2011. Vitaly Petrov levou a bandeira da Rússia para o pódio pela primeira vez na história da Fórmula 1 com um terceiro lugar. Seu sucessor, Daniil Kvyat, não demorou muito para seguir seus passos e até melhorar o que Vitaly fez há quatro anos em Melbourne.

Neste domingo, o jovem de 21 anos da Red Bull conseguiu um grande segundo lugar, seu melhor resultado na F1 e também melhor resultado de um russo na categoria. Para isso, ele teve sorte, mas, sobretudo, segundo o próprio, precisou ser muito perseverante.

“Na primeira volta, achei que minha corrida tivesse terminado, porque danifiquei um dos pneus travando a roda”, iniciou Kvyat, que chegou a ser oitavo e garantiu o segundo lugar mesmo com uma punição de 10 segundos no tempo de prova por ter passado Hamilton por fora da pista.

“Mas a equipe falou para que eu continuasse a dar o máximo e nunca desisti. Não conhecia realmente o sentido de nunca desistir até hoje. Essa corrida me fez aprender. Obrigado a todos.”

“Foi uma corrida muito dura, mas acho que na equipe todos merecíamos este pódio. Agradeço muito minha equipe pelo pódio.”

Kvyat, a exemplo de Ricciardo e Hamilton, também dedicou seu resultado a Jules Bianchi. “Dedico também este pódio a Jules Bianchi e a sua família.”

“Perdemos um grande cara e um grande piloto. Meus pensamentos estão com ele agora. Ele também foi um grande ser humano, então precisamos lembrá-lo.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Sub-evento Domingo corrida
Pista Hungaroring
Pilotos Daniil Kvyat
Equipes Red Bull Racing
Tipo de artigo Últimas notícias