Em boa fase, Button quer levar McLaren ao nível da Red Bull

Piloto assume parcela da culpa por distância em relação a rivais, mas evita dizer que se aposentará em Woking

Button renovou com a McLaren por

Confirmado na McLaren por “múltiplos anos”, atravessando o melhor momento da carreira e à frente de Lewis Hamilton – e isso lhe traz um sorriso de orelha a orelha – no campeonato. Jenson Button só tem motivos para comemorar.

“Estou feliz com o acordo ao qual chegamos, acho que fui uma proposta muito justa para mim e para a equipe. Acho que podemos ter bons anos juntos e quero trabalhar proximamente com eles para desafiar a Red Bull.”

O inglês, no entanto, perguntado se encerraria sua carreira no time de Woking, desconversou.

“Toda vez que você pensa sobre sua carreira, ela muda. Acho que alguns pilotos terminam suas carreiras muito cedo, quando ainda têm motivação, e acabam fazendo outras coisas. Não quero que aconteça comigo. Vou continuar aqui por muito tempo.”

Por mais que a McLaren esteja constantemente na briga ao menos pelos pódios nos últimos anos, a equipe não esteve forte na briga pelo título desde 2008. Para Button, contudo, não é o momento de encontrar culpados, mas sim de trabalhar.

“Isso também tem a ver com o piloto, forçando a equipe a desenvolver o carro, direcionando esse desenvolvimento. É isso que estou tentando fazer para o ano que vem. Não dá para ficar apontando culpados. Acredito que a equipe está interessada no que tenho a dizer e isso significa muito para mim”

Por fim, o piloto comentou sobre estar no Japão após o desastre natural de março.

“Estou muito feliz em estarmos aqui após os momentos difíceis que o Japão teve no início do ano. Espero que possamos fazer um show legal e colocar um sorriso no rosto dos japoneses.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Japão
Pilotos Jenson Button
Tipo de artigo Últimas notícias